PUB
PUB
Internacional
Morreu o realizador e jornalista Arnaldo Jabor
Arnaldo Jabor
Redação Lux em 16 de Fevereiro de 2022 às 17:11

O cineasta, escritor e jornalista brasileiro Arnaldo Jabor morreu no dia 15 de fevereiro, em São Paulo devido a complicações decorrentes de um derrame que sofreu e que o mantinha internamento desde dezembro passado. Tinha 81 anos.

Referência do "Cinema Novo", Jabor realizou filmes como "Tudo bem" (1978), "O casamento" (1975) e "Eu sei que vou te amar" (1986), que concorreu à Palma de Ouro e valeu o prémio de Melhor Atriz a Fernanda Torres no Festival de Cannes, "Pindorama", em 1971 ou "Toda nudez será castigada" (1973), que ganhou um Urso de Prata no Festival de Berlim e ganhou um prémio no Festival de Gramado (Brasil).

O seu último filme, “A Suprema Felicidade”, foi lançado em 2010.

Entre as suas obras literárias, destacam-se "Pornopolítica" e "Amor é prosa, Sexo é poesia".

Segundo o Globo, o cineasta deixou um filme inédito rodado em São Paulo chamado "Meu último desejo".

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção