Internacional
Redação Lux em 18 de Novembro de 2019 às 11:45
Patrick Duffy, de Dallas, recorda a noite em que os pais foram assassinados
1/2 - Patrick Duffy - 55º Festival de Televisão de Monte Carlo no Mónaco 14.06.2015 Foto: Reuters
2/2 - Patrick Duffy, Linda Gray e Larry Hagman de Dallas - 18ª Gala Screen Actors Guild Awards em Los Angeles Foto: Reuters

Patrick Duffy contou, em entrevista à Closer Weekly, que a sua vida mudou para sempre numa noite em novembro de 1986, quando tinha 37 anos.

O Bobby, de Dallas, recordou que nessa noite os seus pais, Terence e Marie Duffy, que eram proprietários de uma taberna local chamada The Lodge, na sua cidade natal, Boulder, Montana, foram assassinados por dois jovens de 19 anos.

"O meu pai tinha metido esses dois rapazes para fora do bar nalgum momento da noite. Eles foram beber noutro lugar ... e voltaram ao bar. Quando entraram armado, ão havia mais ninguém no bar, então eles dispararam sobre a  minha mãe e o meu pai.

Sean A. Wentz e Kenneth A. Miller foram acusados ​​de homicídio deliberado. Os corpos dos Duffys foram encontrados por um grupo de pessoas que pararam para tomar uma bebida após uma mudança de turno no Montana Development Center.

“Quando os meus pais foram assassinados, passei por todas as emoções desse terrível acontecimento - choque, raiva e tudo mais - mas nunca me senti desconectado dos meus pais. Nunca senti essa perda imediata. Eu não sabia porquê, então, mas em retrospetiva, esse foi o resultado de ser budista.”

Duffy passaria por outra perda em 2017 quando a sua mulher há 43 anos, Carlyn Rosser, morreu aos 77.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção