Internacional
Alberto II da Bélgica obrigado a fazer teste de paternidade
Rei Alberto II e rainha Paola - Rei Philippe preside parada militar no Dia Nacional da Bélgica Foto: Reuters
Redação Lux em 21 de Maio de 2019 às 16:14

Alberto II, Rei emérito da Bélgica, é obrigado, pelo tribunal de Bruxelas, a fazer o teste de paternidade no processo interposto por Delphine Boël, hoje com 50 anos, que que alega ser sua filha e exige a prova de ADN desde 2013.

O rei emérito da Bélgica terá de pagar uma multa de 5 mil euros por dia se não aceitar fazer o teste. Quando o rei abdicou do trono, em 2013, por motivos de saúde, a baronesa de Selys Longhcamps deu a conhecer que manteve uma relação com o rei, durante os anos sessenta.

Em 2018, provou-se que o marido, Jacques Boël, até aí considerado o pai de Delphine, não era o seu pai biológico.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção