PUB
PUB
Internacional
Redação Lux em 23 de Março de 2022 às 10:00
Nazanin Zaghari-Ratcliffe libertada após seis anos detida no Irão
1/3 - Nazanin Zaghari-Ratcliffe
2/3 - Nazanin Zaghari-Ratcliffe
3/3 - Nazanin Zaghari-Ratcliffe

Nazanin Zaghari-Ratcliffe, jornalista e cidadã britânica com origem iraniana que estava detida no Irão desde 2016, quando tentava abandonar o país após uma visita familiar, foi libertada e já se reencontrou com o marido Richard e a filha Gabriella nas primeiras horas da manhã de quinta-feira em Brize Norton, depois de 'seis anos de inferno' numa prisão em Teerão.

Nazanin trabalhava para a Fundação Thomson Reuters, um ramo independente da agência noticiosa que se encarregava de questões humanitárias, e foi detida no aeroporto de Teerão em abril de 2016, quando saía do país com a filha Gabriella de 22 meses.

Foi condenada a cinco anos de prisão no âmbito de uma acusação de conspirar para derrubar o regime da República Islâmica; libertada e logo novamente acusada de “propaganda contra o regime” devido a uma participação num protesto junto à Embaixada iraniana em Londres, em 2009.

A derradeira libertação da jornalista de 44 anos acontece após o Governo britânico ter pagado uma “dívida histórica” ao Irão, referente a uma venda de armas ao Xá Reza Pahlavi na década de 1970, que veio assim libertar Zaghari-Ratcliffe, e outros dois cidadãos britânicos detidos.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Hossein Amirabdollahian, confirmou ter recebido o pagamento mas negou que a libertação estivesse relacionada com o pagamento dos 1500 carros de combate Chirftain, cuja encomenda foi suspensa após o queda do governante.

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção