PUB
PUB
Internacional
Arquivada queixa por assédio contra Gérard Depardieu
Gerard Depardieu - United Passions - 67ª edição do Festival de Cinema de Cannes Foto: Reuters
Redação Lux em 24 de Janeiro de 2024 às 14:29

O Ministério Público francês arquivou a queixa por crimes de assédio sexual contra o ator Gérard Depardieu, apresentada pela atriz Hélène Darras, por ter sido apresentada fora dos prazos legais.

Os crimes que constam na queixa apresentada pela atriz terão acontecido durante a rodagem de um filme em 2007 e a queixa foi apresentada em setembro do ano passado.

Recorde-se que Gérard Depardieu foi acusado de conduta sexual imprópria por 13 mulheres durante as filmagens de vários filmes entre 2004 e 2022, numa investigação jornalística do Mediapart que resultou no documentário “Gérard Depardieu: La Chute De l'Ogre”. Segundo os procuradores, além da queixa formalmente apresentada por Hélène Darras, “não há outras mulheres, até hoje, cujos testemunhos nesta investigação trouxeram novos elementos”.

Depardieu começou a ser investigado em 2000, quando foi acusado de ter violado a atriz Charlotte Arnould (na altura com 22 anos) em duas ocasiões distintas.

Em entrevista ao “Le Figaro”, no passado mês de outubro, Gérard Depardieu negou todas as acusações, afirmando estar a ser alvo de um “linchamento”.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção