PUB
PUB
Internacional
Harry e Meghan vivem crise no casamento e o príncipe quer separar-se
Harry e Meghan Foto: Arquivo Lux
Redação Lux em 24 de Novembro de 2022 às 18:00

Apesar das aparências, a relação entre Meghan e Harry não estará a ser o conto de fadas que ambos querem mostrar. Quem o diz é Lady Colin Campbell, famosa por divulgar os escândalos reais e especialista na família real britânica.

“O casamento de Harry e Meghan está a atravessar um grande problema. Já contactaram advogados, porque as coisas entre eles estão a piorar… mais do que imaginamos”, afirma Lady Colin, que garante que a informação, fidedigna, lhe chegou através de mais do que uma fonte. A socialite, que já escreveu sete livros sobre a família real, disse no seu canal de YouTube que Meghan e Harry estão a “viver em casas separadas” e que a decisão de terminar o casamento foi do príncipe. “Harry quer separar-se de Meghan. Eles chegaram a um acordo de divórcio neste momento em que, supostamente, ainda permanecem juntos até resolverem tudo. Querem separar-se legalmente, mas não oficialmente para já, porque há muitas questões em jogo, não apenas o dinheiro, mas as crianças, Archie, de 3 anos, e Lilibet, de 1, o status…”

Segundo Colin, as razões desta crise e do desejo de Harry se separar têm a ver com o afastamento da sua família: “Meghan ‘empurrou-o’ para uma direção que ele não queria, e agora ele sabe verdadeiramente quem ela é. Vão-se separar oficialmente em algum momento. Nos bastidores, o ‘castelo está a desfazer-se’.” Apesar de garantir várias vezes, que as fontes que lhe revelaram a informação são “muito confiáveis”, Lady Colin não deixa de ponderar que esta pode ser uma crise insinuada pelo casal, “como uma forma maquiavélica de manipulação para chamar a atenção”, mas não tem dúvidas de que, mesmo assim, “representa o princípio do fim”.

Recentemente, e no mesmo dia em que a família real assistia ao Dia do Armistício, Harry fez uma visita surpresa a Pearl Harbor, no Havai, ao Arizona Memorial para assinalar a data que marca o fim da primeira guerra. Sem a farda militar, o príncipe usou uma papoila na lapela, símbolo que em Inglaterra homenageia  militares mortos na guerra. Porém, ao contrário do que aconteceu há um ano, Harry não contou com a companhia da mulher. No entanto, espera-se que o casal assista à Ripple of Hope Award Gala, organizada pela família Kennedy, onde receberá um prémio de direitos humanos, ao lado de Volodymyr Zelensky, algo que está a suscitar polémica entre alguns membros da própria família Kennedy a considerar esta, “uma escolha desconcertante”. 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção