PUB
PUB
Internacional
Anne Hathaway abandona sessão fotográfica em solidariedade com greve dos funcionários
Anne Hathaway - Estreia de «The Intern» em Londres 27.09.2015 Foto: Reuters
Redação Lux em 26 de Janeiro de 2024 às 17:05

Anne Hathaway demonstrou o seu apoio e solidariedade aos funcionários em greve da Condé Nast, empresa que detém a revista Vanity Fair e títulos como a ‘Vogue’ e a ‘Architectural Digest.

A atriz estava a ser preparada (cabelos e maquilhagem) para uma sessão fotográfica para a Vanity Fair  e ao ser informada pelos agentes de que os trabalhadores da Condé Nast haviam marcado uma greve para esse mesmo dia decidiu suspender o trabalho imediatamente."Ainda não tinham começado a tirar fotografias. Assim que Anne foi informada da situação, levantou-se dos cabelos e maquilhagem e saiu," disse uma fonte anónima à Variety.

O sindicado de 400 trabalhadores da Condé Nast organizou uma greve de 24 horas para o dia do anúncio das nomeações aos Óscares com o objetivode  reagir às negociações de despedimentos que decorrem neste momento na empresa. Mais tarde, o sindicato postou nas redes sociais um agradecimento a Anne Hathaway pela solidariedade demonstrada.

Recorde-se que a atriz tem um dos seus mais emblemáticos papéis como assistente e editora da revista “Runway”  em  “O Diabo Veste Prada”

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção