PUB
PUB
Internacional
Filho do escritor Paul Auster morreu vítima de overdose
Daniel Auster
Redação Lux em 28 de Abril de 2022 às 17:18

Daniel Auster, o filho de 44 anos do famoso escritor Paul Auster, que estava acusado de homicídio culposo após a morte por overdose da sua filha de dez meses, morreu vítima de overdose.

A sua morte ocorre pouco depois de ter sido detido no dia 15 de abril. Segundo o "New York Post", alguns dados de relatórios da Polícia mostram que Auster, de 44 anos, "foi encontrado com uma acumulação de drogas e uma dose semelhante à que costumava tomar, o que significa que a sua morte pode ter sido acidental".

Daniel Auster, que trabalhava como paisagista, foi acusado da morte da sua filha Ruby no dia 1 de novembro,  que ocorreu em sua casa no Brooklyn quando a bebé, que estava ao seu cuidado, foi encontrada inconsciente e levada às pressas para o hospital, onde morreu. Daniel confessou que tomou heroína e foi "fazer uma soneca" com a criança ao seu lado e que quando acordou, ela estava “azulada, sem vida e sem resposta”. A mãe da criança, Zuzan Smith, disse à polícia que Ruby estava acordada e alerta quando a deixou aos cuidados de Auster e foi trabalhar. O promotor disse que a garota tinha drogas suficientes em seu sistema para 'tornar um adulto inconsciente' e o incidente foi considerado homicídio.

A autópsia concluiu que a morte foi devido a "intoxicação aguda devido aos efeitos combinados de fentanil e heroína", disse a polícia à AFP.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção