PUB
PUB
Internacional
Georgina brilha em Las Vegas indiferente ao furacão provocado pela entrevista de Cristiano Ronaldo
Georgina - 23.ª edição dos Grammy Latinos Foto: Chopard
Redação Lux em 28 de Novembro de 2022 às 10:00

Ao mesmo tempo que foi transmitida a polémica entrevista de Cristiano Ronaldo, Georgina brilhava em Las Vegas para assistir à 23.ª edição dos Grammy Latinos.

A namorada do jogador deslumbrou em vários modelos, que destacaram toda a sua sensualidade. Georgina chegou ao Mandalay Bay Convention Center, para a gala Pessoa do Ano, com um vestido azul, com corpete e paillettes, e um pronunciado decote e abertura lateral. No segundo dia, a modelo optou por um vestido castanho com decote barco e também uma abertura lateral de Philosophy di Lorenzo Serafini. Complementou o look com joias Chopard.

Sempre sorridente e feliz por ter sido convidada para estes prémios, Georgina mostrou-se indiferente a todas as reações que se faziam sentir após as declarações do namorado a Piers Morgan, mas no Instagram declarou-lhe o seu amor. “Que Deus te continue a dar o que mereces”, escreveu.

Ronaldo abriu o coração sobre vários temas, desde o futebol aos dias mais difíceis da sua vida, com a morte do filho e a relação com Georgina. Precisamente sobre o tão falado casamento com a namorada, disse: “Não está nos meus planos agora, mas no futuro talvez.” O jogador, que se emocionou ao falar da morte do filho Angel, disse que estão ainda mais unidos enquanto casal desde o trágico acontecimento. “Foi o pior momento que passei na minha vida desde a morte do meu pai. Quando temos um filho esperamos que tudo seja normal. Perguntámos porque nos aconteceu a nós… mas temos mais filhos, temos a Bella, é uma miúda espetacular, somos pais felizes”, diz. Revelando os sentimentos antagónicos que experienciou, assumiu: “Nunca pensei estar feliz e triste ao mesmo tempo. Sorrir ou não… foi um sentimento louco”, recordando o momento em que o casal chegou a casa apenas com Bella. Ronaldo contou que explicou logo a Cristianinho, de 12 anos, o que tinha acontecido, mas demorou uma semana até contar aos filhos mais novos, Eva, Mateo e Alana, de 5 anos: “Em casa, as crianças perguntavam onde estava o outro bebé. Com o mais velho, falei com ele, chorámos juntos. Os outros continuavam a perguntar… Foi um processo difícil. Ao mesmo tempo tornei-me melhor, mais próximo, mais amável com a Georgina. Comecei a ver a vida com outra perspetiva.”

Revelou ainda que guarda as cinzas do filho perto das do pai: “Quero ficar com elas o resto da vida. Fiz uma capela em casa. Guardo o meu filho e o meu pai. Estão ao meu lado. Ajudam-me a ser melhor homem, melhor pessoa. E falo com eles e ajudam-me.” Cristiano disse igualmente que não sabe se ele e Georgina terão mais filhos. “Não sei se teremos mais filhos, creio que estamos bem por agora, mas nunca se sabe.” E concluiu: “É muito difícil jogar depois disso. Tive apoio da família… Treinar até era bom nesse aspeto… A Georgina deu-me forças também. Ela é muito forte. Ajudava a levantar-me quando eu estava em baixo. Somos um casal feliz e estou contente por ela estar ao meu lado… Tenho bom coração, sou boa pessoa. Não gosto de criticar.”

O jogador falou também de alguns colegas e sobre o “eterno rival” Messi, com quem acaba de protagonizar uma campanha que surpreendeu todos, para a Louis Vuitton, disse: “Extraordinário, mágico de topo. Tenho uma boa relação com ele.”

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção