Internacional
Senadora belga defende greve de sexo para pressionar solução para problemas políticos
Lux
Redação Lux  com IP em 8 de Fevereiro de 2011 às 10:41
A senadora social-democrata belga, Marleen Temmerman, sugeriu que as mulheres dos negociadores, que estão a tentar encontrar uma solução para resolver a crise política no país, declarem uma «greve de sexo» como forma de pressionar uma solução.

Em declarações prestadas, hoje, ao jornal flamengo «De Morgen», citadas pela agência lusa a senadora, ginecologista de profissão, defendeu uma paragem nas relações sexuais com as mulheres e principalmente os homens envolvidos nas longas negociações que já duram há mais de meio ano.

A Bélgica está a tentar há 239 dias formar um novo governo de coligação, desde as eleições de 13 de junho do ano passado, sem ter conseguido até agora um acordo entre os sete partidos mais importantes.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção