Internacional
Redação Lux  com CC em 4 de Maio de 2017 às 12:00
Ex-agente de Alanis Morissette condenado a seis anos de prisão
1/2 - Alanis Morissette Foto: Reuters
2/2 - Alanis Morissette - Juno Awards 2015 Foto: Reuters

O antigo agente da cantora Alanis Morissette foi condenado a seis anos de prisão, por ter roubado mais de 6 milhões de euros à cantora canadiana e a outros clientes que agenciava na altura. Além da pena, Jonathan Schwartz, de 47 anos, vai ter de pagar uma indemnização de quase 8 milhões de euros. Jonathan é acusado de fraude fiscal, e declarou-se culpado em julgamento.

Alanis Morissette, de 42 anos, avançou com a queixa em Janeiro, depois de ter descoberto mais de 100 transferências da sua conta bancária para a do agente, feitas “sem autorização prévia”.

No decorrer do julgamento, Schwartz admitiu ter desviado cerca de 4,5 milhões de euros da autora do grande êxito ‘Ironic’ e mais 1,5 milhões de euros a outros dois clientes, entre maio de 2010 e janeiro de 2014.

O agente admitiu estar arrependido:

"Eu sou o único responsável por esta situação. Vou passar o resto da minha vida a pedir perdão"

Pelo crime que cometeu, Johnathan Schwartz poderia ter sido condenado a uma pena de até 20 anos de prisão, mas a juíza encarregue do caso determinou apenas 6 anos.

O agente alegava ter desviado o dinheiro para despesas pessoais, e para investir num negócio de cultivo de marijuana. Mais tarde, a justiça declarou que Schwartz o usava para "alimentar" o seu estilo de vida extravagante.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção