Nacional
Covid-19: Unilever contribui com mais de 100 milhões de euros
A Unilever quer consolidar as suas contas globais de comunicação
Redação Lux em 25 de Março de 2020 às 19:59

A Unilever, fabricante de bens de consumo de marcas como Dove, Knorr, Skip e Lifebuoy, anunciou hoje um vasto conjunto de medidas para apoiar os esforços globais e nacionais para combater a pandemia do coronavírus (Covid-19) e que visam ajudar a proteger as vidas e as condições de vida dos seus múltiplos stakeholders – incluindo os seus consumidores e comunidades, clientes e fornecedores e os seus trabalhadores.

A Unilever irá contribuir com 100 milhões de euros para ajudar a combater a pandemia através do donativo de sabonetes, desinfetantes, lixívia e bens alimentares no valor mínimo de 50 milhões de euros à Plataforma de Ação COVID do Fórum Económico Mundial, que apoia organizações e agências mundiais de saúde na sua resposta à emergência.

Para além do fornecimento de sabonetes, a Unilever irá adaptar as suas linhas de produção para produzir desinfetantes para utilização nos hospitais, escolas e outras entidades institucionais.

O donativo de produtos alarga-se à criação de parcerias e programas educativos sobre a lavagem das mãos, entregues e divulgados através das autoridades nacionais de saúde e ONGs, para apoiar as comunidades locais mais carenciadas.

Em Portugal, a Unilever FIMA disponibilizou ajuda à Direção Geral de Saúde através de doação de produtos e está a agilizar as condições para reforçar a doação de bens alimentares e produtos de higiene pessoal e limpeza da casa às instituições com as quais já tem protocolos de colaboração, bem como o apoio à junta de freguesia da área onde se encontram os escritórios da empresa.

A Unilever irá disponibilizar 500 milhões de euros para apoiar as condições de vida em toda a sua cadeia de valor, através das seguintes medidas como o pagamento antecipado aos pequenos e médios fornecedores mais vulneráveis, por forma a ajudá-los a terem liquidez financeira e prolongamento do crédito a retalhistas de pequena dimensão, cujos negócios dependem da Unilever, para os ajudar a gerir e proteger empregos.

No atual contexto de disrupção das condições de mercado, a Unilever anuncia ainda que  irá proteger todos os colaboradores que consequentemente venham a ser impedidos de desempenhar as suas funções, impedindo quedas dos seus salários, durante 3 meses.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção