Internacional
Bebé de Kate Middleton renderá quase 300 milhões à economia inglesa
Príncipe William e Kate Middleton - 60º aniversário da coroação da Rainha Isabel II Fotos: Reuters
Redação Lux em 18 de Junho de 2013 às 10:01
Analistas britânicos estimam que a febre em torno do nascimento do bebé real estimule a economia com mais de 300 milhões de euros, segundo dados fornecidos pela agência Reuters.

De artigos para recém-nascido com as cores da bandeira inglesa a roupinhas a dizer «Nascido para Reinar», existem uma grande variedade de souvenirs que já são rentáveis e se prevê serem ainda mais depois do nascimento.

Os produtos de merchandising à roda do primeiro filho de Willima e Kate podem ser encontrados no Fundo da Coleção Real, que usa as receitas das vendas para a manutenção dos palácios reais.

De forma familiar, também se faz negócio com o futuiro herdeiro real. O príncipe Charles vende sapatos para bebés feitos artesanalmente através de uma loja na sua residência de campo, e os avós maternos, Carole e Michael Middleton, cuja atividade se centra em artigos para festas dispõem de uma série de produtos de bebé para «príncipes e princesas».

O diretor de tendências da Mintel, Richard Cope, afirmou à Reuters que espera que o filho dos duques de Cambridge tenha um impacto muito positivo no gasto do consumidor, principalmente nos turistas.

«Acho que a maior oportunidade comercial será com os turistas», disse o especialista.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção