Moda e Beleza
Redação Lux em 11 de Outubro de 2019 às 12:58
Elegância desportiva - nova coleção Lacoste out/inverno 2019/20

Impulsionada pelo ímpeto do novo enquanto motivação perpétua, Louise Trotter apresenta sua primeira coleção para Lacoste no Tennis Club de Paris - como um aceno à vida, tempo e gosto pela excelência de René Lacoste.

Ao mesmo tempo campeão e inventor, ele sabia como moldar uma herança prodigiosa que se projectou muito para além dos courts de ténis. O seu espírito pioneiro e um senso de estilo inato formam a base deste guarda-roupa: peças desenhadas para performance mas imbuídas de desejo. Com foco na Lacoste como fonte iconográfica, a coleção Outono Inverno 2019 revisita uma elegância desportiva passada mas sublinha a sua relevância na sociedade contemporânea.

O movimento, tanto de corpos como de materiais, está no centro do processo criativo e da modelagem de fabrico, desenhando soluções pragmáticas para roupas que transcendem a sua aparente simplicidade.

Tingida pelas cores neutras da cidade e o branco do ténis, depois polvilhada com a temperatura cítrica do amarelo e do verde 132 da Lacoste, a coleção apresenta um crescendo sistemático e emocional que combina códigos formais com modernidade técnica. A suavidade da flanela, nylon mate, jersey de algodão bouclé e o clássico piqué de algodão criam uma sensação de máximo conforto.

Observando os clássicos franceses, nas peças para o ar livre, o casaco trespassado «René», o anorak, o blazer de dois botões e a gabardine tornaramse componentes essenciais. Essenciais urbanos são atualizados com capuzes amovíveis, costuras termo coladas e um forro de sarja em espinha de peixe emprestado dos arquivos.

Peça icónica da casa, o pólo é usado como um modelo para experimentação. É desconstruído com colarinhos de malha às riscas, sobrepostos como um twinset de gola alta ou exagerados num padrão gráfico em jersey. Malhas cubistas de formato oversize feitas à mão transmitem este tema, transformando a tradicional sweater   de ténis numa colagem texturada. Os sapatos do ténis também são reinterpretados e surgem embebidos em borracha vulcanizada.

Com a introdução de novos elementos conceptuais no léxico da Lacoste, algumas peças surgem com bolsos duplos separados por zips, enquanto as capas soltas são transformadas em proteção de mochilas. A saia de tênis, surge em túnica com pregas em forma de avental. Os volumes fluídos reaparecem em sedas estampadas e plissadas, bem como no entrelaçamento do monograma geométrico em forma de «L» e no crepe de blocos coloridos.

Projetado em 1927 por Robert George, o crocodilo Lacoste é tratado com subtileza e humor numa infinidade de formas: bordados tom sobre tom, estampas all-over, padrões explodidos e acessórios de couro originais. Confirmando-se assim o seu estatuto como um ícone universal da Pop Art.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção