PUB
PUB
Nacional
Joana Freitas: 'o meu casamento foi perfeito, não deu dores de cabeça a ninguém, nem a nós, foi mesmo divertido'
Joana Freitas e Artur Mendonça
Redação Lux em 7 de Maio de 2021 às 15:02

Foi no início de março, que Joana Freitas de 34 anos, revelou, que se tinha casado há seis meses com Artur Mendonça, de 44 anos.

À Lux, a modelo contou pormenores desse reencontro com o amigo de longa data:

"Eu e o Artur já nos conhecemos há muitos anos, há mais de 10. Eu devia ter 20 e poucos anos quando nos conhecemos e sempre fomos amigos. Ele também é do Porto e, tal como eu, também se mudou para Lisboa. Na altura, tínhamos outros namorados, mas sempre estivemos muito juntos, entre amigos, jantaradas, saídas à noite e isso tudo. Sempre fomos muito amigos e, curiosamente, nunca olhei para ele com outros olhos. Ele tem imenso sentido de humor, sempre achei que num jantar onde ele estivesse ia haver diversão, que nos iríamos estar a rir… porque é uma pessoa muito agradável e prazerosa de se estar. Sempre fui amiga das namoradas dele, ainda hoje sou amiga da namorada que ele tinha na altura em que nos conhecemos. A vida correu, cada um tinha a sua e, entretanto, voltámos os dois para o Porto. Íamos falando de vez em quando e foi assim… aconteceu!

 

 "Quando conheces uma pessoa, de fora da tua vida, há toda uma fase, que costumo chamar de propaganda, em que as pessoas se estão “a vender” [risos], e como nós já nos conhecíamos há tantos anos saltámos essa parte. [risos] Sentimos que gostávamos da companhia um do outro, foi isso", acrescentou Joana Freitas.

A modelo explicou que o casamento foi muito simples:

"Foi tudo exatamente como eu sou. Só gosto de coisas simples. É a melhor coisa que temos na vida, vivemos de uma forma mais leve. Sou extremamente simples em tudo, no estilo de vida, na roupa que visto, gosto da vida assim, calma e simples. Nunca tive o sonho de casar. Sempre tive o sonho, desde miúda, de ser mãe, casar não. Nunca tive o sonho do vestido comprido a arrastar no chão, do véu, da igreja…apesar de ser católica e tenho imensa fé, adormeço todos os dias a rezar, mas nunca tive essa vontade de casar pela igreja, da cerimónia… às vezes, os casamentos são mais até para a família do que para ti, nunca me identifiquei com isso. Para mim, o meu casamento foi perfeito, não deu dores de cabeça a ninguém, nem a nós, foi mesmo divertido de planear. Contou apenas com um grupo muito pequenino, só com família e padrinhos, e foi muito leve, muito giro e divertido. Sentimos que realmente aproveitámos o dia".

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção