PUB
PUB
Nacional
Compositor português Francisco Fontes estreia obra inspirada em Fernando Pessoa na sala mais importante da Bélgica
Francisco Fontes - Fragmentos de Vida - © Frank Emmers
Redação Lux em 8 de Março de 2024 às 10:00

Fragmentos de Vida é a peça de Francisco Fontes que será estreada no dia 10 de março, às 11h00, no palco do Henry Le Boeuf Hall no Bozar, o Centro de Belas Artes de Bruxelas e a mais importante sala do país. A performance será levada a cabo pelo Aglica Trio no âmbito do Klarafestival, festival anual de música clássica, contemporânea e jazz.

Francisco Fontes, compositor português de 30 anos natural de Braga, escreveu Fragmentos de Vida, uma peça de música contemporânea, a partir de excertos do Livro do Desassossego, uma das maiores obras de Fernando Pessoa, assinado pelo seu heterónimo Bernardo Soares.

“A tensão entre a escrita de narrativas musicais e textos que em si não representam narrativas foi o que motivou a escrita desta peça, sob a perspetiva de que quem adapta uma obra já existente, é, em primeiro lugar, interprete da mesma e depois o seu novo criador”, refere Francisco Fontes sobre Fragmentos de Vida, acrescentando que “as ideias que motivaram estas narrativas musicais surgiram, no entanto, a partir de particularidades dos excertos do heterónimo Bernardo Soares.”

A obra, composta por seis andamentos, foi escrita em colaboração com o promissor Aglica Trio, formado por Carys Gittins (flauta), Agnieszka Żyniewicz (viola) e Lise Vandersmissen (harpa), e que venceu recentemente o concurso Supernova para Música de Câmara na Bélgica.

No dia 10 de março, o trio vai subir ao palco do Henry Le Boeuf Hall do Bozar, em Bruxelas, para estrear Fragmentos de Vida, acompanhada pelo próprio compositor, que emprestará a sua voz para a leitura em português dos excertos selecionados a partir da obra de Fernando Pessoa.

Após ter vencido, em 2019, o prémio de composição SPA/Antena 2, Francisco Fontes tem vindo a apresentar a sua música em algumas das principais salas, teatros e festivais em Portugal, assim como em importantes salas de concerto internacionais, contando com um portfólio diversificado, com óperas, obras sinfónicas, música de câmara, canção, solo e eletrónica. Licenciado pela Escola Superior de Música de Lisboa, Fontes completou o mestrado em composição de ópera na Guildhall School of Music and Drama em Londres, onde se encontra a realizar o doutoramento e onde é Professor Assistente.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção