Nacional
Fernanda Serrano: 'Não se deve insistir até não restar mais nada de bom'
Fernanda Serrano fotografada para a Lux Foto: Artur Lourenço
Patrícia Araújo em 11 de Setembro de 2020 às 16:38

Dia 14 de setembro estreia a nova novela da TVI “Amar Demais”. Fernanda Serrano é uma das protagonistas, dando vida a Vanda, uma mulher que era casada com um polícia que foi assassinado e que quer fazer justiça pelas próprias mãos. Foi no intervalo das gravações que a Lux teve oportunidade de conversar um bocadinho com a atriz que não esconde “os percalços e desalentos” que acompanharam o projeto, referindo-se não só aos “contratempos” trazidos pela pandemia que obrigou a suspender as filmagens, ao facto da atriz Madalena Brandão ter sido infetada; José Wallenstein, que teve de ser substituído porque pertencia ao grupo de risco (por Nuno Homem de Sá), mas, principalmente, ao sentimento de perda muito grande, e doloroso, trazido pela morte trágica e inesperada do amigo e colega de elenco Pedro Lima,  admitindo-a como um murro no estômago que hoje a faz estar mais alerta ao tema da depressão, à sua invisibilidade e devastadoras consequências.

À Lux, Fernanda Serrano também abre o coração para refletir um pouco do fim do casamento de 15 anos com Pedro Miguel Ramos com quem tem quatro filhos, os seus quatro magníficos: Santiago, de 15 anos, Laura, de 12,  Maria Luísa, de 11, Caetana 5.

“Não se deve desistir à primeira, mas também não se deve insistir até não restar mais nada de bom. Há que viver a vida pelo lado bom e feliz! É para isso que cá estamos. Ser e fazer quem gostamos felizes”, remata a atriz que nunca baixa os braços quando é a felicidade que está em jogo.

Não perca a entrevista exclusiva na sua Lux, já nas bancas!

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção