Nacional
Margarida Pinto Correia faz campanha solidária ‘Amigos na Saúde e na Demência’
Margarida Pinto Correia - Lançamento de L’Envol de Cartier 03.10.17 Foto: Artur Lourenço/Lux
Redação Lux em 8 de Outubro de 2019 às 12:28

Recentemente, Margarida Pinto Correia deu a cara pela campanha solidária ‘Amigos na Saúde e na Demência’.

Tendo sido esta uma doença que acompanhou de muito perto, ao longo de oito anos com a sua mãe; a  directora de Inovação Social da Fundação EDP, evidencia que as pessoas precisam ser esclarecidas e sensibilizadas.

"A maior parte das pessoas, dos cuidadores informais, lado-a-lado com a demência, sentem-se sozinhos, acham-se únicos de uma forma negativa, têm vergonha. Temos todos culturalmente muita dificuldade em pedir ajuda. As pessoas que acompanham os seus entes queridos nestes processos passam por todas as fases de fúria, revolta, vergonha disso, vergonha do seu familiar, vergonha disso mesmo, medo…e depois fecham-se. Ignoram imensas hipóteses de “ normalizar” por osmose, por ouvir os outros, por perceber que é só normal aquilo que sentem, e que é OK senti-lo, desde que possam evoluir dali para um lugar melhor cá dentro. É preciso falar muito muito muito sobre isto, dar exemplos, descomplicar, promover o CarpeDiem, a felicidade do momento – e ao mesmo tempo, claro, promover a mudança real nas respostas publicas: vamos todos( população mundial) para velhos, para cada vez mais pessoas mais velhas. Haverá cada vez mais necessidade de apoio. De acolhimento, de cuidadores profissionais, de espaços de encontro, espaços de terapia, espaços de vivência – e de espaços onde estas pessoas possam viver em qualidade, sem que isso queira dizer a falência de toda a sua família, ou em alternativa o pavor de toda a sua família pelas más condições em que vive. Isso sim é uma campanha politica, e está MUITO por fazer!"

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção