PUB
PUB
Nacional
Feliz pelo regresso à representação na novela “Cacau”, Isabel Figueira fala à Lux sobre a conciliação do trabalho com a vida pessoal
Isabel Figueira Foto: Artur Lourenço/Lux
Redação Lux em 9 de Fevereiro de 2024 às 17:00

De sorriso rasgado e o olhar sereno denunciam a boa fase que Isabel Figueira, de 43 anos, atravessa. E, se esses sinais não fossem o bastante, a própria atriz reconhece que esta é uma altura “muito feliz” da sua vida. Para tal, conta a oportunidade de regressar ao pequeno ecrã na novela da TVI, “Cacau”, mas também o forte e essencial apoio que sente da família, nomeadamente dos filhos e do namorado, Luís Santos, com quem vive um amor há cerca de dois anos. “O Luís é a pessoa que mais me motiva e incentiva na minha vida profissional. Sei que está também muito feliz por eu estar neste projeto, porque era algo que eu queria muito”, diz Isabel à Lux. A par do companheiro, também os outros dois homens da sua vida, Rodrigo e Francisco, proporcionam-lhe as bases para se sentir feliz e realizada enquanto mulher, mãe e profissional. “Eles ficam felizes por ver a mãe feliz no dia a dia”, explica. “O apoio deles, como é óbvio, é importantíssimo. E faço questão, sempre, de os levar um dia para me verem a trabalhar, o que já aconteceu. Mas, acima de tudo, é perceberem que mesmo a mãe estando a trabalhar intensamente está presente na vida deles”, complementa.

Com idades distintas, 17 e 10 anos, os dois filhos de Isabel Figueira deixam a mãe muito orgulhosa com a relação que constrói com ambos. “Os desafios são diários. Diferentes, claro, porque estão em idades diferentes, mas tenho uma relação fantástica com eles. Isso deixa-me de coração cheio”, confessa. A gestão da vida pessoal com a profissional continua a não ser um problema para a atriz, que volta a ter que conciliar as gravações de uma novela com a presença familiar. “Sempre tive essa gestão muito bem organizada. É algo que nunca me preocupa. A organização tem que ser um pouco de semana a semana, conforme os meus horários e os deles.”

A ajudar a simplificar o dia a dia estará, certamente, a alegria com que abraça mais este projeto em televisão. Na novela “Cacau”, Isabel interpreta uma enfermeira em situação de precariedade por não conseguir estabilidade profissional e que, além disso, cuida da mãe com Alzheimer. “Sem poder falar muito dela, a Susana tem sido um desafio diário. Estou sempre a sair da minha zona de conforto, o que é incrível e apaixonante. Adoro a minha Susana e tem sido um prazer interpretar todos os dias uma mulher como ela”, revela.

Sobre possíveis parecenças entre ambas, há um misto de semelhanças e diferenças. “Temos alguns aspetos parecidos, mas em muita coisa somos diferentes. Em muitas situações em que ela vai estar envolvida eu reagia, com toda a certeza, de maneira diferente. Porém, tenho a certeza que muitas mulheres se vão identificar com ela”, assegura. A acrescentar à riqueza da personagem, há também a própria mudança de visual – com os cabelos mais louros – que agrada a Isabel. “Adoro mudar o look como atriz. Acho muito importante estas mudanças a todos os níveis. Faço com prazer, mesmo que até seja uma mudança radical”, garante.

No fundo, enuncia Isabel, esta é uma novela que a apaixona por vários fatores. “Sem dúvida alguma, este é o primeiro projeto desta dimensão em Portugal. Destaca-se em vários campos. Nota-se uma fotografia totalmente diferente, entre outros aspetos técnicos que o telespetador vai perceber desde o primeiro episódio”, afirma a atriz. “Foi isso que o Edgard Miranda, diretor do projeto, também trouxe para esta história, muito inspirado nos projetos que também vemos no Brasil. Aquela ideia mais cinematográfica das novelas, havendo muitos drones, muitas câmaras subaquáticas...”

Além disso, destaca o enredo e o elenco de “Cacau”: “A história é da autoria da Maria João Costa e posso dizer que é inspiradora, apaixonante e única. Adoro a maneira como a Maria João escreve. E, para mim, é um privilégio trabalhar neste elenco, que sei que foi escolhido a dedo. O resultado está aí. O público está a adorar esta inovação e a maneira diferente de se fazer novelas em Portugal.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção