Nacional
Redação Lux em 15 de Outubro de 2019 às 09:43
Morreu Maria Luiza de Melo Champalimaud
1/3 - Maria Luiza de Melo Champalimaud Foto: Arquivo Lux
2/3 - Maria Luiza de Melo Champalimaud Foto: Arquivo Lux
3/3 - Maria Luiza de Melo Champalimaud Foto: Arquivo Lux

Maria Luiza de Melo Champalimaud morreu ontem, dia 14 de outubro, aos 76 anos.

O velório decorre na Basílica da Estrela. O funeral realiza-se, amanhã, dia 16, no Cemitério dos Prazeres.

O nome de Maria Luiza Champalimaud pode não ser muito familiar para a maioria das pessoas, que, no entanto, certamente associam o sobrenome a uma das mais abastadas famílias portuguesas e ao centro clínico que está na vanguarda do tratamento das doenças oncológicas.

Discreta, Maria Luiza Champalimaud, de 76 anos, era a mais velha dos quatro filhos vivos do empresário António de Sommer Champalimaud, e a que anualmente discursava em nome da família na cerimónia de entrega do Prémio Champalimaud de Visão, que atribui um milhão de euros a instituições que trabalham na prevenção e no combate à cegueira em países em vias de desenvolvimento.

Em maio de 2004, apenas três dias após a morte do pai, coube à empresária reunir os herdeiros e ler o testamento que este lhe tinha entregue. Um terço da fortuna, avaliada entre os dois e os três mil milhões de euros, seriam aplicados na criação de uma fundação direcionada para a investigação científica na área da medicina, à qual deu o nome dos seus pais D. Anna de Sommer Champalimaud e Dr. Carlos Montez Champalimaud. Desde então, Luiza manteve-se sempre ligada ao projeto concebido pelo pai e dedicada à família.

Do casamento com Luís Daun e Lorena, Maria Luiza teve um filho, Francisco Daun e Lorena.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção