Nacional
Marco Paulo reaparece após fim dos tratamentos de quimioterapia
Marco Paulo reaparece após fim dos tratamentos de quimioterapia
Redação Lux em 17 de Agosto de 2020 às 17:03

Marco Paulo, que anunciou o fim dos tratamentos de quimioterapia no final de Julho, reapareceu num vídeo em que salta à vista a sua boa disposição e franca recuperação.

No vídeo, o cantor de 75 anos, nascido na vila de Mourão, apelou aos seus fãs para que votassem no concelho, que está a concorrer como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular. Marco Paulo é padrinho da procissão em honra da Nossa Senhora das Candeias.

Recorde-se que, no início do ano, 24 anos depois de ter lutado contra um cancro no cólon, e apenas três após ser operado de urgência a um tumor nos rins, o cantor foi surpreendido com nova doença oncológica: um cancro da mama.

“Foi-me detetado um tumor numa mama, debaixo do mamilo. Não liguei muito ao assunto, porque pensei que era apenas um problema das senhoras. Nunca me passou pela cabeça que isso pudesse acontecer aos homens”, disse Marco Paulo, recordando a surpresa sentida quando soube que  o “caroço que sentia” e que achava que era “uma coisa passageira” era, afinal, um tumor maligno.

“No primeiro exame que fiz, foi logo detetado que tinha de tirar o peito. Não foi fácil, as notícias nunca são fáceis, mas é mais uma luta que tenho de travar... Uma luta que muita gente trava. Não sou diferente de ninguém e tento agora superar da melhor forma possível”, disse com a voz embargada à jornalista Ana Sofia Cardoso, no “Jornal da Uma”, da TVI, onde contou que o cancro lhe foi diagnosticado por acaso, numa ida à CUF para remover um sinal.

“Um familiar e uma amiga que estavam comigo pediram à doutora para me ver o peito. Ela veio apalpar-me os peitos. Apalpou este e quando apalpou este [direito] notou que havia qualquer coisa que não estava bem. Fui fazer exames.“

A cirurgia de remoção do tumor aconteceu a 21 de janeiro, dia do seu 75.º aniversário, na CUF Descobertas, em Lisboa.

“Foram três horas de operação. Foi-me tirado debaixo da axila e peito direito [...] Já fiz uma sessão de quimioterapia. Vou fazer cinco sessões de quimioterapia, de 15 em 15 dias, e vou fazer o que os médicos me aconselham a fazer para poder recuperar novamente. A minha força, a minha vontade, a minha fé de vencer mais esta batalha é grande”, revelou, confessando estar a receber o apoio dos amigos e das pessoas mais próximas que, desde a revelação da notícia, “têm sido incansáveis”.

Na entrevista à Lux, o cantor fez questão de chamar a atenção de todos os homens para a possibilidade do cancro da mama, embora raro, atingir também o sexo masculino. “Um alerta bastante forte para os homens se precaverem e para que toquem no seu peito.”

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários
 
 
Relacionadas
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção