PUB
PUB
Nacional
Recuperado da Covid-19, Joaquim Sousa Martins alerta: 'é pior do que uma gripe'
Joaquim Sousa Martins esteve infetado: «Sentia-me verdadeiramente doente»
Redação Lux em 21 de Outubro de 2020 às 17:41

Joaquim Sousa Martins foi convidado do "Dia de Cristina" onde falou, pela primeira vez, sobre a sua experiência com a Covid-19, que contraiu no início do mês.

Já recuperado, o jornalista, de 51 anos, revelou os primeiros sintomas:

"Sofro de sinusite. Então, numa segunda-feira, sentia o nariz tapado, dor de cabeça... Achei que não era nada de especial. No dia seguinte, estava igual, mas sentia-me mais cansado. Foi, então, que a minha mulher me disse para fazer o teste, pelo sim, pelo não. E eu achava que não tinha mesmo. Quando soube do resultado positivo, fiquei tranquilo".

O jornalista confessou que, apesar de ao início, se sentir relativamente bem, ao fim de 5 ou 6 dias, o seu estado de saúde agravou-se: "além de não se conseguir mexer, sentia dores, não tinha força, ao tomar banho, e comia uma simples coxa de frango, com muita dificuldade".

"Houve, também, um lado psicossomático muito pesado, porque tu nunca sabes como vais acordar amanhã. Numa gripe, tu sabes mais ou menos o que esperar... Não é o que acontece com o coronavírus", evidenciou.

Joaquim Sousa Martins deixa um alerta: "a Covid-19 não é gripe nenhuma" ,  "é pior do que uma gripe" e confessa que ainda sente "muito cansaço".

"Chego ao final do dia e estou mesmo cansado. Durante estes dias, o corpo esteve a batalhar tanto para sobreviver, (...) ainda está a precisar deste tempo para ficar como dantes."

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção