PUB
PUB
Nacional
João Catarré quebra o silêncio sobre o cancro que o afastou nos últimos meses
Daniel Oliveira e João Catarré - 'Alta Definição' Foto: DR
Nair Coelho em 23 de Janeiro de 2024 às 19:00

Desde que, em junho do ano passado, recebeu a notícia de que estava doente, João Catarré, de 43 anos, “desapareceu” dos olhares do público e esteve apenas com os que lhe são mais próximos. ”Tive de me fechar numa espécie de bolha, para não ter contacto com ninguém e para estar mais forte, para conseguir ultrapassar o que tinha para ultrapassar”, disse a Daniel Oliveira no “Alta Definição” sobre a “situação oncológica grave”. 

“A notícia foi-me dada pessoalmente, de forma crua e objetiva: iria ter de ser visto. Estava com a Joana e ficámos os dois a olhar um para o outro... Temos uma ideia de que somos fortes, que aguentamos muita coisa, fisicamente, psicologicamente, nada nos afeta. Quando nos calha, pensamos que, afinal, não é só aos outros“, recordou, afirmando que nunca se vitimizou. “Não acredito nas injustiças, aconteceu porque tinha de acontecer. Aparece sempre aquele receio [mas] rapidamente esse medo foi substituído por resolução. Vamos lá tratar disto. Há uma mudança na nossa cabeça, pelo menos foi o que me aconteceu, e acho que foi uma determinação.” Além da sua enorme força de vontade, ajudou-o também receber “a força e a energia” da mãe, que morreu há dois anos, mas a quem recorre sempre que se depara com uma “situação ou decisão”. 

Ao longo da entrevista, João Catarré falou da importância que a namorada, a atriz Joana Pais de Brito, teve no último ano. “Acima de tudo, foi a companhia, respeito, amizade e amor. Resolvemos a situação... e falo no plural. Sofremos os dois com isto. Mas também tivemos a capacidade de rir e de nos divertirmos, e nunca pensei que isso fosse possível. Nunca deixámos de fazer as nossas coisas, apesar do que estava a acontecer”, confessou sobre a atriz com quem se terá casado em 2023. No “Alta Definição”, o ator usava uma aliança na mão esquerda, tal como a atriz, quando esteve no programa “Joker”, da RTP1, transmitido nos últimos dias de dezembro. 

Recuperado, apesar da vigilância necessária, o ator admite que hoje é “um homem com menos preocupações, mais feliz, com várias ambições profissionais. Sou um homem que ama e que é amado”. 

Pai de Francisca, de 8 anos, da relação com Sandra Santos, diz que o amor pela filha o ajudou a agarrar-se à vida. “Para ela, isto foi qualquer coisa como ‘o pai foi só levar umas vitaminas e fazer uns exames.’”

João Catarré aproveitou para agradecer as muitas mensagens que recebeu quando se soube que estava doente. “O carinho que o público me transmitiu, pessoas que rezaram por mim, foi um tsunami tão grande de mensagens que fiquei estupefacto.”

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

PUB
pub
PUB
Outros títulos desta secção