Nacional
Violência: Ministério Público acusa seis jovens por ofensas, roubo e filmagens ilícitas
Jovem espancada
Redação Lux em 17 de Agosto de 2011 às 17:11
O Ministério Público acusou seis arguidos, com idades entre os 16 e 19 anos, por ofensas à integridade física qualificadas, fotografias e filmagens ilícitas e roubo, no caso das agressões a uma menor filmadas e divulgadas no Facebook, avança a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

A acusação foi feita no dia 11, tendo o MP proposto a manutenção da medida de coação ao jovem que se encontra com a obrigação de permanência na habitação.

Porém, foi solicitada ao juiz a alteração da medida de coação da outra menor pela de obrigação bissemanal de apresentação em posto policial, juntamente com a proibição de contactar com os restantes arguidos e de frequentar o Centro Comercial Colombo, situado perto do local do crime.

A PGDL explica que «a investigação desenvolvida ampliou-se, levando ao conhecimento de outros factos conexos, mas tratados noutro inquérito, praticados por elementos do mesmo grupo juntamente com terceiros, e que respeitam à consumação de crimes de roubo em que foi utilizada violência física contra menores».

Por isso, adianta, a investigação prolongou-se pela necessidade de identificação dos coautores, que apenas eram conhecidos por alcunhas e devido à incorporação do processo de roubo.

No âmbito da investigação, as imagens e os sons das mesmas recolhidos de telemóveis e computadores foram sujeitos a prova pericial que, segundo o MP, «se mostrou determinante para aquilatar e indiciar a preparação e calculismo da agressão, que, de acordo com os indícios foi preparada por todo o grupo dias antes».

A PGDL adianta que, devido à idade dos arguidos, «entendeu-se que a exposição pública e concreta dos factos e da imagem dos arguidos resultantes da publicidade da audiência, serão suscetíveis de colocar em grave risco o seu desenvolvimento em face da gravidade objetiva e desvalor social dos factos que lhes são imputados, pelo que foi requerida a realização da audiência de julgamento com exclusão de publicidade, ou forte restrição».

O vídeo mostrava duas jovens a agredirem uma terceira, de 13 anos, à chapada e ao pontapé perante a passividade de outros adolescentes. A vítima chega mesmo a ser deitada ao chão e aí são-lhe dados pontapés em várias partes do corpo, incluindo na cabeça.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção