Nacional
Redação Lux em 5 de Janeiro de 2014 às 15:09
Eusébio: Comité Olímpico recorda «a maior figura da nossa história»
O Presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino, lamentou hoje (5) a morte de Eusébio, considerando o antigo futebolista «a maior figura da nossa história desportiva e uma bandeira de Portugal no Mundo».

«É um momento de luto para o país e para o desporto nacional. Era a maior figura da nossa história desportiva e uma bandeira de Portugal no mundo», disse José Manuel Constantino, em comunicado publicado no sítio do COP.

O presidente do COP recordou que o «Pantera Negra» deu «muitas alegrias a milhões de portugueses e de adeptos do Benfica».

«Ficará para sempre nas nossas memórias os enormes feitos que elevaram o país», acrescentou.

Na nota, que enumera os feitos de Eusébio, o COP apresenta «as mais sentidas condolências» à família enlutada e ao Benfica.

Eusébio da Silva Ferreira morreu hoje às 04:30 vítima de paragem cardiorrespiratória.

O «Pantera Negra» ganhou a Bola de Ouro em 1965 e conquistou duas Botas de Ouro (1967/68 e 1972/73). No Mundial Inglaterra de 1966 foi considerado o melhor jogador da competição, na qual foi o melhor marcador, com nove golos.

Na mesma competição, Portugal terminou no terceiro lugar.

Eusébio nasceu a 25 de janeiro de 1942 em Lourenço Marques (atual Maputo), em Moçambique.

O corpo do antigo jogador de futebol Eusébio estará em câmara ardente no Estádio da Luz, porta 1 (acesso pela porta 11), a partir das 17:30 de hoje, anunciou hoje o Benfica, com a missa a realizar-se na segunda-feira às 16:00 na Igreja do Seminário no Largo da Luz, após o que o corpo segue para o cemitério do Lumiar, onde o funeral se realiza às 17:00.

Lusa
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção