Nacional
Natália Ribeiro em 21 de Outubro de 2015 às 16:57
Fotos: Judite Sousa emociona-se na apresentação do seu livro
Com as emoções à flor da pele, Judite Sousa apresentou o seu novo livro, “Segredos”, no Altis Belém Hotel, em Lisboa.

Rodeada de amigos e familiares, a jornalista da TVI mostrou o resultado de quatro semanas de escrita sobre os bastidores das últimas eleições legislativas. “Foi um ano muito difícil. (...) Toda a gente sabe a minha história de  vida e a minha história profissional. Toda a gente sabe que os meus sonhos de menina  e adolescente ultrapassaram a realidade. Toda a gente sabe que investi sempre muito no meu trabalho e na minha carreira. Nos últimos anos, tenho inves­tido muito na escrita. Escre­vo sobre aquilo que sei, que é o jornalismo. O jornalismo é a paixão que me resta!”, confidenciou de voz embargada, numa alusão à morte do filho, André, há cerca de 16 meses. 

Durante a sua intervenção, a jornalista teve por diversas vezes dificuldade em falar e em controlar as lágrimas. Agradeceu à família (“nunca me falta”) e assegurou que o livro é uma “expressão da reinvenção” que a caracteriza. “Não resisto a citar Steve Jobs, que disse alguns anos antes de morrer: ‘o trabalho vai encher uma boa parte da tua vida, por isso a única forma de consegui-lo é amar o que fazes.’ Eu digo que as  palavras se tornaram o meu lugar de existência. Também entendo que a vida é demasiadamente  curta para não a sabermos viver no tempo próprio e com as pessoas próprias. A vida é dema­siadamente curta para a arruinarmos com passados e frivolidades. Acredito firmemente que quando existe vontade não existem obstáculos”, disse.

O ex-marido da jornalista, Pedro Bessa, elogia a garra da mãe do filho: “Ela é uma mulher  com mais força do que o que parece e já está a recuperar. É muito importante o apoio dos amigos e da família. Sem esse apoio, ninguém consegue fazer nada, principalmente depois do que se passou. A minha situação é privilegiada em relação à dela. Tenho uma estrutura familiar diferente e de certeza que é muito mais fácil para mim  do que para ela”, sublinhou.

Palavras corroboradas por Cristina Ferreira: “É visível que ela está genuinamente bem. Para quem gosta dela e tem noção do que ela passou, vê-la a tentar sorrir deixa-nos muito felizes.” 
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção