Notícias
Os primeiros dentes
Nova Deli (EPA)
Redação  com Paulo Oom em 23 de Março de 2013 às 09:33
O tema dos dentes é um dos mais mencionados nas consultas de rotina de Pediatria. É habitualmente algo que preocupa os pais, e sobre o qual têm sempre mais dúvidas do que certezas. Além disso, no que diz respeito à dentição infantil, existem poucas regras rígidas, e muito se resolve com bom senso.

O primeiro dente aparece, em média, aos 6 meses. Habitualmente, os primeiros dentes a aparecer são os incisivos centrais inferiores (os dentes do meio, em baixo). Seguem-se os incisivos centrais superiores e depois os incisivos laterais (também primeiro os superiores e só depois os inferiores). Assim, por volta do primeiro ano de vida, a criança deverá ter entre seis a oito dentes. Por volta dos 15 meses, surgem os primeiros molares e, até aos 20 meses, os caninos. Pouco tempo depois, surgem os segundos molares.

A dentição primária, também chamada ¿de leite¿, é composta por 20 dentes. Esta dentição, no entanto, só está normalmente completa entre os 2 anos e os dois anos e meio. A dentição definitiva inclui 32 dentes e muitas vezes só se completa em adulto com o aparecimento do terceiro molar (o dente ¿do siso¿).

A erupção dentária é normalmente acompanhada por uma inflamação da gengiva que pode provocar dores. Existem várias formas de aliviar esta dor. A mais usada é a aplicação de frio nas gengivas. Isto é conseguido com brinquedos de borracha que os bebés gostam de morder, e que podem ser colocados no frigorífico. É muito importante que este tipo de brinquedos seja grande e que não haja perigo de o bebé o engolir ou aspirar. Se quiser, pode embeber uma compressa em água fria e aplicá-la diretamente na gengiva do bebé. Existem igualmente alguns medicamentos para aplicação direta na gengiva e que são anestésicos locais. Estes medicamentos são muito eficazes e devem ser usados para alívio quando necessário. Por fim, nos casos mais resistentes, pode ser necessário o uso de um analgésico dado em xarope, como o paracetamol ou o ibuprofeno.

É habitual também os pais notarem um excesso de salivação. É mais raro o aparecimento de febre, que é, normalmente, baixa e pouco duradoura. Por isso, não atribua tudo à erupção dos dentes. Contacte o seu pediatra se a febre for alta ou durar mais de 48 horas. Contacte-o também se o seu bebé tiver diarreia, vómitos, estiver muito prostrado ou se lhe aparecerem manchas na pele. Nestas situações é importante que a criança seja observada pelo pediatra para que se possa excluir outras causas para essas manifestações.

O aparecimento dos dentes segue, habitualmente, sempre a mesma ordem. Mas a altura de aparecimento não coincide sempre com os 6 meses. É importante ter duas ideias presentes: a primeira é a de que o aparecimento dos dentes é muito variável de criança para criança e que só começamos a falar de dentição atrasada quando o primeiro dente ainda não apareceu aos 13 meses de idade. A segunda é a de que o tempo de aparecimento dentário não está correlacionado com quaisquer outras alterações no crescimento ou desenvolvimento. Isto é, o aparecimento dos dentes mais tarde do que o habitual não significa nada em termos de desenvolvimento intelectual da criança.

A higiene dos dentes começa com a higiene da boca. E isto mesmo antes dos dentes aparecerem. Nunca irá conseguir uns dentes saudáveis dentro de uma boca doente. Deve, por isso, ter o maior cuidado na limpeza diária da boca do seu filho. Nos bebés pode limpar diariamente as gengivas com uma compressa esterilizada (normalmente após o banho). Isto vai impedir o crescimento de bactérias sobre as gengivas. Na criança mais velha, além da limpeza da boca e da escovagem dos dentes (como vamos falar mais à frente), é importante que a alimentação seja equilibrada. Quer isto dizer que se deve encorajar uma alimentação rica em frutos e vegetais e que a ingestão de alimentos açucarados deve ser moderada.

A lavagem dos dentes deve começar desde que aparece o primeiro.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção