Notícias
Redação  com MM em 22 de Novembro de 2010 às 13:38
Fraldas descartáveis representam 5% do lixo urbano
Redação  com MM em 22 de Novembro de 2010 às 13:38
As fraldas descartáveis representam cinco por cento de todo o lixo urbano que é produzido. São dados da Quercus, revelados esta segunda-feira, na apresentação de um projecto que promove o uso de fraldas reutilizáveis.

De acordo com Rui Berkemeier, especialista em resíduos da associação ambientalista Quercus, um bebé produz entre 800 quilos a uma tonelada de fraldas durante a sua vida. «Normalmente vão para incineração e, sobretudo, para aterros. O balanço ambiental entre fraldas descartáveis e reutilizáveis é claramente favorável às reutilizáveis. Além disso é uma solução que permite poupar a longo prazo muito dinheiro», afirmou.

No entanto, inicialmente a opção pelas fraldas reutilizáveis exige aos pais um investimento grande: 24 fraldas podem custar 280 euros. Representantes de marcas destas fraldas garantem que estas fraldas são suficientes para todo o tempo que o bebé delas necessita e, além disso, compensa.

Estima-se uma poupança de 1900 euros para casais com um filho e de 3400 euros para casais que venham a ter dois filhos. «Com este sistema, os pais poupam e o ambiente ganha», resumiu a ministra do Ambiente, Dulce Pássaro que se juntou à iniciativa, entregando um kit de fraldas a uma jovem mãe na Maternidade Alfredo da Costa.

Esta semana em que se comemora a prevenção de resíduos, os bebés nascidos em 24 hospitais e maternidades portuguesas vão receber um kit de fraldas reutilizáveis, para que os pais experimentem esta solução.

Também a ministra do Ambiente reconhece que as fraldas reutilizáveis representam um investimento inicial pesado para os pais, mas acredita que o mercado se organizará para vir a oferecer soluções menos caras.

Só no sistema de tratamento da Valrosul são recebidas 3,5 toneladas de resíduos de fraldas por hora. A empresa estima que a opção pelas reutilizáveis preveniria a produção de uma tonelada por bebé. «A Valosul recebe 100 toneladas de fraldas por dia. Se imaginarmos um campo de futebol que vamos enchendo com fraldas, no final de um ano teríamos o equivalente a 15 metros, ou um prédio de cinco andares», comparou o presidente do conselho de administração da empresa, João Figueiredo.

Há dois anos, o Ministério do Ambiente disse que iria estudar a criação de um sistema de tratamento exclusivo para resíduos de fraldas, uma solução que a ministra disse que não foi abandonada, mas que ainda necessita de consolidação.

As fraldas reutilizáveis, feitas em algodão, bambu ou outros produtos naturais, podem ser lavadas na máquina juntamente com a restante roupa, mesmo a 40 graus, e suportam cerca de 800 lavagens, segundo os fabricantes. Do lado das vantagens, é apontada a prevenção de alergias, que surgem nos bebés com algumas fraldas descartáveis.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção