Notícias
Mãe do ativista chinês Huang Qi diz que ele poderá morrer na prisão
Redação Lux em 19 de Julho de 2017 às 10:31

A mãe do ativista chinês Huang Qi, fundador do portal "64 Tianwang", disse que o filho está gravemente doente e poderá morrer na prisão, informou hoje a organização não-governamental Human Rights China.

Huang Qi, que dirige a plataforma distinguida no ano passado pela organização Repórteres Sem Fronteiras com o prémio de liberdade de imprensa, foi detido em várias ocasiões por denunciar abusos do poder político.

Desta vez, o ativista está detido desde finais de 2016, acusado de "revelar segredos de Estado ao estrangeiro", por ter partilhado um documento do governo municipal de Mianyang, na província de Sichuan, no referido portal.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção