Internacional
Após acusações de abuso, mulher de Harvey Weinstein anuncia separação
Harvey Weinstein e Georgina Chapman - Festa pós-Oscars da revista Vanity Fair 27.02.17 Foto: Reuters
Redação Lux em 12 de Outubro de 2017 às 09:33

No auge do escândalo de assédio sexual, Georgina Chapman anunciou a separação de Harvey Weinstein. A estilista e empresária, fundadora da marca de luxo Marchesa, afiirmou-se inicialmente ao lado do marido com quem está casada desde 2007 mas, na continuação da lista de revelações de abuso sexual, acabou por decidir-se pelo fim do casamento.

Georgina Chapman, de 41 anos, e Weinstein, de 65 anos, casaram-se em 2007 e têm dois filhos, India, de sete anos e Dashiell, de quatro.

“O meu coração está devastado devido as mulheres que sofreram uma dor tremenda com estas acções imperdoáveis. Escolhi deixar o meu marido. Tomar conta dos meus filhos é a minha primeira prioridade e, por isso, peço à imprensa privacidade neste momento”, assiniu Georgina Chapman num comunicado enviado à revista People.

Recorde-se que Ashley Judd, Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow são algumas das atrizes que confirmaram o comportamento abusivo do produtor de Hollywood ao longo dos últimos 30 anos relatando insinuações, convites sexuais, toques e encontros embaraçosos. Segundo as informações agora trazidas a lume, era um fato sobejamente conhecido nos bastidores de Hollywood.

Por sua vez, atrizes como Meryl Streep, Judi Dench e Jennifer Lawrence revelaram que desconheciam em abosluto estas agressões. Reconhecem que o produtor as ajudou muito na sua carreira e manifestam perplexidade com as acusações. Estas atrizes demonstraram o seu apoio às vítimas e condenaram veementemente este tipo de práticas considerando as ações de Weinstein "indesculpáveis". A atriz Lena Dunham acrescentou que "esta situação é apenas um “microcosmo” do que acontece em Hollywood desde sempre". 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção