Nacional
Miccoli condenado a três anos e meio de prisão
Miccoli na Luz para ver Benfica e Nápoles apurados
Redação Lux em 25 de Outubro de 2017 às 13:00

Miccoli, ex-jogador do Benfica, foi condenado a três anos e meio de prisão (pena suspensa) por extorsão agravada.

Aos 38 anos, Fabrizio Miccoli, que terminou a carreira no ano passado e que vestiu a camisola do Benfica entre 2005 e 2007, foi acusado da prática de métodos mafiosos para reaver uma quantia de dinheiro que estava na posse do proprietário de uma discoteca, Andrea Graffagnini, antigo fisioterapeuta do Palermo, clube onde o futebolista jogava na altura, entre 2010 e 2011.

Segundo a acusação, o antigo futebolista italiano terá pedido a um amigo, Antonio Lauricello, um dos chefes da máfia do distrito de Kalsa, um bairro difícil de Palermo, para recuperar o dito valor, que rondava os 20 mil euros, objetivo que terá sido alcançado com recurso ao uso de extrema violência. 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção