Nacional
Redação Lux em 18 de Novembro de 2019 às 08:00
Fotos: Noite de Fados Lux/SEAT volta a reunir convidados no Clube de Fado, em Alfama

A 5.ª edição da Noite de Fados Lux/SEAT teve lugar no Clube de Fado, em Alfama. Numa noite que é já tradição, foram vários os artistas e os convidados que se juntaram para celebrar da melhor forma o São Martinho.

“Foi excelente. Já há alguns anos que faço questão de marcar presença na noite de fados da Lux. Para além de um magnífico jantar no Clube de Fado, tenho a oportunidade de encontrar alguns amigos, com quem nem sempre tenho ocasião de estar, ao som do fado e dos seus intérpretes mais destacados. Como alfacinha de gema que sou, gosto muito de fado. E gosto muito de o ouvir no seu estado mais puro, que é nas casas de fado”, afirmou Helena Isabel.

O jantar, típico como obriga a ocasião e o local, teve início às 20h00 e prolongou-se noite dentro. Caldo verde, bacalhau assado com batatas a murro, arroz-doce e as tradicionais castanhas assadas acompanhadas com jeropiga, fizeram as honras do menu, que se fez acompanhar por vinhos AdegaMãe.

Durante a noite, foram muitos os momentos em que se fez silêncio para se ouvir cantar o fado:

“A noite correu lindamente e em excelente companhia. Gostamos do fado cantado de uma forma distinta e original, reinterpretado por esta nova geração de fadistas. É sempre bom voltar a uma zona histórica tão bonita como a Sé e Alfama”, afirmou Elsa Matias, que esteve neste jantar com o marido, Fernando Hipólito.

Também acompanhada pelo marido nesta típica noite lisboeta, Maria José Galvão de Sousa disse:

“Adoro fado e toda a envolvência que este jantar da Lux proporciona, um convívio único, entre amigos, num espaço típico e aconchegante... onde um bom vinho e castanhas assadas não faltam.”

Perto do final da noite foram ainda sorteados, entre os 100 convidados, uma joia e um relógio Guess.

 

Para Ana Cáceres Monteiro, “esta é sempre uma noite muito especial”, afirma.

“Sou aficionada do fado. Tivemos connosco grandes vozes, todas elas já ligadas à Lux, como o Rodrigo Costa Félix, a Sandra Correia, a Maria Ana Bobone, a Maria Emília e a Inês de Vasconcellos. O Clube de Fado recebeu-nos com o requinte e a mística habituais”, destacou a diretora da Lux.

Manuela Couto, que se diz uma admiradora daquele espaço disse:

“A noite foi divertida e muitíssimo agradável. Gosto muito do espaço e a companhia era ótima. Gosto muito de fado, mas não gosto de ouvir todos os fadistas. Só alguns. Mas dos que gosto, gosto muito.”

Ainda a descobrir muitos dos nomes do fado, Adriano Toloza confessa que é um estilo de música que o encanta, sobretudo pelo seu lado poético:

“A noite foi ótima. Ótimo ambiente, ótima comida, ótimas pessoas e ótimas músicas. Gosto muito de fado. Gosto da melodia e costumo gostar muito das letras das músicas. Há muita poesia. Conhecia um pouco de fado antes de visitar Portugal. Sempre gostei de tradições, principalmente quando dizem respeito à arte. Porém, quando me mudei para cá, comecei a familiarizar-me mais e tive um contacto mais direto”, disse o ator.

Sofia Jardim também assume que o seu gosto pelo fado foi crescendo ao longo dos anos:

“Adoro música e o fado é um dos estilos de música que aprendi a gostar. Além de ser um símbolo nacional. Este jantar torna-se sempre num convívio que reúne boa comida portuguesa e boa companhia ao som do fado cantado por maravilhosos músicos”.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção