Internacional
Redação Lux em 19 de Março de 2019 às 17:00
Iate Fortuna do rei Don Juan Carlos a definhar à procura de comprador

Ver a família real a bordo do iate "Fortuna" era uma verdadeira tradição do verão espanhol mas com temposde austeridade e recato devido, o ostensivo iate desapareceu  de cena e, segundo a imprensa espanhola, definha sem comprador á vista.

O iate foi um presente dado ao rei Juan Carlos por 22 empresários de Maiorca, que, na altura, pagaram 20 milhões de euros.

Criado em 2000 nos estaleiros da Izar de San Fernando, o barco com 42 metros de comprimento tem cinco cabines duplas, além das da tripulação e está equipado com três motores Rolls-Royce que permitem alcançar a velocidade máxima de 65 nós (125 quilômetros/hora).

Para encher os seus depósitos são precisos cerca de 25.000 euros de gasóleo, segundo a Vanitatis.

Em 2013, o rei Juan Carlos renunciou ao iate e devolveu-o aos empresários. Estes colocaram-no imediatamente à venda, por metade do preço, mas não encontraram nenhum comprador disposto a pagar os dez milhões de euros.

Finalmente, em julho de 2014 o iate foi adquirido pela empresa de transporte marítimo Baleària, que realiza transportes de balsa entre as Ilhas Baleares e a península por 2,2 milhões de euros e reabatizado "Foners".

Depois de uma longa temporada a definhar no porto de Denia, onde até mesmo a triste opção de desmantelar o navio e vendê-lo por peças foi considerada, de acordo o 'El Mundo', pensou-se em alugá-lo mas passado ano e meio, o barco foi novamente posto à venda.

No mercado, mediado pela Royal Yacht Brokers, o barco começou por ser posto à venda por 8 milhões e desceu já para 3,9 milhões de euros.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção