Nacional
Evelise Moutinho em 8 de Fevereiro de 2018 às 09:00
Fotos e vídeo: Almoço em Cascais reúne vencedoras dos prémios Personalidades Femininas Lux 2017

O magnífico Hotel Cascais Miragem foi, mais uma vez, o cenário perfeito para acolher o almoço comemorativo da 15.ª edição dos prémios Personalidades Femininas Lux 2017, com o patrocínio oficial da SEAT que foi marcado pela elegância e boa disposição das vencedoras, algumas delas já repetentes de outros anos,ou mesmo categorias.

À mesa, decorada por Dino Gonçalves, cruzaram-se talentos e opiniões várias, num ambiente descontraído enquanto se saboreava paulatinamente o menu da autoria do chef Peter Beckers (cozinha) e da chef Elisa Silva (pastelaria), elaborado especialmente para a ocasião. 

“Tinha ao meu lado duas enormes concorrentes: a Filomena Cautela, cujo trabalho gosto muito, e a Fátima Lopes, que me deu toda esta formação. E, sendo um prémio votado pelo público, revela que têm muito carinho por mim, o que só me dá vontade de trabalhar mais. Aliás, o público já tinha mostrado que tinha carinho por mim na categoria Moda, a primeira em que ganhei, depois em Televisão/Ficção e, desta vez, em Televisão/Entretenimento. Agora vou candidatar-me a uma junta de freguesia para ver se ganho na categoria Política”, brincou Ana Sofia Martins.

“A Lux tem um carinho muito grande por mim, acompanha a minha carreira desde o início. Um sentimento que é mútuo e, por isso, fico contente que seja a revista em que me revejo com mais verdade nas entrevistas que dou que me atribui este prémio. Depois, este convívio com outras vencedoras é sempre muito bom e divertido”, acrescentou ainda a atriz/apresentadora, que este ano venceu na categoria Televisão/Entretenimento.

Se para a apresentadora do programa “Nunca Digas Nunca”, da TVI, não era uma estreia, o mesmo já não se pode dizer de Filipa Mota, a jovem artista plástica, de 20 anos, cujo trabalho começa a ser reconhecido em Nova Iorque, para onde se mudou para estudar Design Gráfico na School of Visual Arts, e que viajou diretamente da Big Apple para Portugal para receber o prémio: “Foi muito inesperado, esta nomeação e este prémio ainda mais. Mas fiquei, é claro, muito feliz”, afirmou, sorridente.

Outra das repetentes destes prémios atribuídos pela Lux, e que refletem a escolha do público, foi Dalila Carmo, que, este ano, venceu na categoria Cinema, onde tem estado, aliás, nomeada várias vezes. Um facto que a atriz, de 43 anos, não deixou de realçar.

“É a quarta vez que venço e a terceira em Cinema, que é a minha arte de eleição, o que me deixa muito feliz. Não se trabalha para prémios, mas são mimos que ‘espevitam’ os ânimos. De certa forma, a popularidade está relacionada com afeto, é uma questão de amor. Receber um prémio é sinal que gostam de nós, valem o que valem, mas são sempre muito bem-vindos. E depois, este almoço é um convívio muito simpático”, defendeu Dalila Carmo.

Para a jornalista da TVI, Alexandra Borges, que venceu o prémio na categoria Televisão/Informação com a reportagem “O Segredo dos Deuses”, que revelou a rede internacional de adoções ilegais da Igreja Universal do Reino de Deus, “é sempre bom o público reconhecer o nosso trabalho, principalmente porque é o público a votar. É para eles que trabalhamos. Não que fizéssemos de maneira diferente. Iríamos sempre envolver-nos, empenhar-nos, mas se o público diz ‘estás a ir bem’, ‘vai por esse caminho’, ‘gostamos de te ver’, fico feliz”, assegura.

Quem não escondeu a surpresa foi a vencedora da categoria Música, a talentosa Carolina Deslandes:

“Não estava mesmo nada à espera. Normalmente, nunca ganho prémios e por isso nunca estou a contar ganhar. Depois, a verdade é que tenho uma enorme dificuldade em lidar com tudo o que é uma competição, por mais saudável que seja. Ainda por cima, porque é sempre com colegas e amigos, o que me deixa ainda mais constrangida. É claro que é bom e sabe bem, o reconhecimento do público. A minha fonte de inspiração são os meus filhos, o meu marido e a vida que construímos juntos”, revelou a cantora, de 26 anos. 

A este almoço faltaram, por razões de agenda profissional, a atriz Alexandra Lencastre, que venceu na categoria Teatro, a escritora Margarida Rebelo Pinto, vencedora na categoria Literatura, a manequim Sara Sampaio, na categoria Moda, a ministra da Justiça Francisca Van Dunem, na categoria Política, e a atriz Rita Pereira na categoria Negócios. Para casa, as vencedoras levaram presentes da SEAT, Guerlain, Swarovski, Topázio, Rose Palhares e Atelier Teresa Ribeiro, uma forma simpática de assinalar a vitória do prémio Personalidades Femininas Lux 2017.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção