Nacional
Tony Carreira afirma: «Eu nunca plagiei com vontade de plagiar»
Tony Carreira - Festa de Comida Continente no Parque da Cidade do Porto 02.07.17 Foto: Álvaro C. Pereira/Lux
Redação Lux em 24 de Setembro de 2017 às 14:45

Tony Carreira, que está envolvido numa polémica após ter sido acusado de ter plagiado onze canções, afirma-se tranquilo e é peremtório: "Eu nunca plagiei com vontade de plagiar".

O cantor revela que na lista de onze canções alegadamente plagiadas quatro cujo nome dos autores está nos discos e três que foram alvo de um acordo com os autores há cerca de dez anos.

"Nessa lista de onze canções, há três que, inspirando-me num género de canção, são efetivamente muito próximas. Há um acordo que foi feito há sensivelmente dez anos com os autores. Há quatro que nunca assinei em meu nome e há quatro que, na opinião desse senhor, são parecidas com outras e o tribunal vai decidir", declarou o cantor à Lusa.

Sobre as três canções alvo de um acordo com os autores, e gravadas "há sensivelmente 20 anos", o cantor repetiu: "Eu nunca plagiei com vontade de plagiar. Eu não plagiei com a vontade de copiar uma canção e, aliás, quem ouvir, [vê que] há lá diferenças. O que eu assumi que fiz há 20 anos e que resolvemos há sensivelmente dez (...) é que, sem experiência - e todos os artistas já passaram por isso -, fiquei demasiadamente colado à canção na qual eu bebi e [me] inspirei. Eu nunca plagiei com vontade de plagiar", reforçou.

Tony Carreira disse, ainda, que não percebe "porque é que agora se fala tanto disso", quando afirma ter falado e resolvido o mesmo assunto há dez anos, sublinhando que continua "amigo [dos] autores".

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção