Nacional
Metro do Porto procura «ídolos» para levar música à sua rede
Nova estação do Metro em Gaia (Foto: Filipe Caetano)
Redação Lux  com Lusa em 28 de Janeiro de 2010 às 19:09
A metro do Porto anunciou, esta quinta-feira, a implementação de animação musical na sua rede, a partir de 1 de Março, à semelhança do que acontece nos metropolitanos de Londres, Nova Iorque e Barcelona, estando programado para Fevereiro um casting para atrair novos talentos à iniciativa.

Denominado «Música na Rua», o projecto é da responsabilidade da empresa Metro do Porto, da Câmara do Porto, da Casa da Música (CdM) e da SPOT e visa promover novos talentos, criar novos palcos na cidade e animar culturalmente a rede do metro.

A ideia é escolher «dezenas» de músicos/bandas que passarão a actuar nos dias úteis, a partir de 1 de Março, nas estações do metro da Trindade, do Bolhão e da Casa da Música, das 11h00 às 14h00 e das 17h00 às 20h00.

O casting está marcado para 19 e 20 de Fevereiro, na estação do metro de S. Bento, sendo a selecção das bandas a actuar da responsabilidade de um júri.

Serão aceites todos os estilos e géneros musicais, estando já garantida a visibilidade destes novos talentos, uma vez que, de acordo com dados divulgados hoje pela Metro do Porto, poderão contar, na sua rede, com 200 mil espectadores/dia, 60 por cento dos quais com idade inferior a 35 anos.

Para além de promover a música, esta iniciativa oferece aos participantes a possibilidade de lançarem a sua carreira, porque inclui, posteriormente, uma votação do público.

A votação da banda/músico favorito será feita on-line e por SMS, com a receita das mensagens escritas a reverter a favor do projecto da autarquia «Pular a Cerca na companhia do Rugby», que ajuda crianças e jovens do bairro do Cerco.

Os melhores músicos e bandas receberão como prémio «notoriedade», participando em concertos organizados ou promovidos pela autarquia, através da Porto Lazer, designadamente no Porto Sounds.

Com as verbas que forem angariadas, disse Márcia Andrade, coordenadora do «Pular a Cerca», nascerá um novo projecto musical, que reunirá as crianças/jovens daquele bairro da cidade, o Grupo Beatbox Ensemble e agentes da PSP.

Trata-se de «um projecto que visa promover a inclusão social e a cidadania», disse a responsável, acrescentando que a ideia é estabelecer relações de proximidade entre todos os intervenientes.

O projecto pretende ainda «levar estes talentos» à superfície, estando prevista a actuação das bandas a partir do verão em palcos localizados junto aos acessos de algumas estações.

Nuno Azevedo, da CdM, classificou a iniciativa como «um sinal muito positivo» de que o Porto quer ser uma «cidade criativa, aberta a integrar agentes culturais».

«Isso é um dos elementos que mais caracteriza as cidades culturais atractivas», frisou o presidente do CA da CdM.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção