Notícias
Milionário Jeffrey Epstein, acusado de tráfico sexual com menores, encontrado morto na prisão
FBI investiga morte de Jeffrey Epstein, acusado de liderar uma rede de tráfico sexual de menores
Redação Lux em 12 de Agosto de 2019 às 15:02

Jeffrey Epstein foi encontrado morto na prisão, este sábado (10).  O milionário americano, de 66 anos,  acusado de tráfico sexual de menores, estava preso desde o dia 6 de julho  no Metropolitan Correctional Center a aguardar julgamento.

Epstein era conhecido por privar com poderosos como Donald Trump, Bill Clinton e o príncipe André de Inglaterra.

"Não sou um predador sexual, sou um infrator", declarou Jeffrey Epstein ao New York Post em 2011.

Epstein e os seus funcionários foram acusados de manter um esquema de tráfico sexual, levando raparigas  —algumas de 14 anos— para as suas mansões em Nova Iorque e na Flórida, entre 2002 e 2005.

Já no mês passado, uma semana depois de ter tido um pedido de fiança recusado, o magnata foi encontrado inconsciente na sua cela com marcas no pescoço no que foi visto como uma tentativa de suicídio.

Desde 2008, ele estava listado como infrator sexual em Nova Iorque.

Os procuradores estavam a tentar confiscar a mansão onde os supostos crimes teriam ocorrido. Se tivesse sido condenado, podia ter enfrentado uma pena de  45 anos de prisão.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção