Internacional
Redação Lux em 20 de Agosto de 2020 às 18:00
Antigo companheiro de George Michael, de cabeça perdida, ataca carros com um martelo
1/4 - Fadi Fawaz e George Michael Foto: Instagram/Fadi Fawaz
2/4 - Fadi Fawaz e George Michael Foto: Instagram/Fadi Fawaz
3/4 - Fadi Fawaz e George Michael Foto: Instagram/Fadi Fawaz
4/4 - George Michael e Fadi Fawaz Foto: FadiFawaz Twitter

O cantor George Michael, Fadi Fawaz, companheiro de George Michael, que morreu em 2016, não reagiu bem quando foi solicitado a deixar a casa do artista em Londres, atribuída pelo tribunal aos herdeiros legítimos.

Fadi Fawaz, que trabalhava como cabeleireiro quando conheceu George Michael em 2011, foi visto a vaguear pelas ruas da capital na sexta-feira, dia 14 de agosto, armado com um martelo. Filmado por um residente local, parecendo completamente perdido, começou a martelar vários carros luxuosos que estavam estacionados na rua.

A polícia teve de intervir e enfrentou a sua fúria até largar a arma e  ter sido detido sob custódia, descreve o jornal britânico Mirror.

Segundo a publicação, Fadi Fawaz já tinha sido visto alguns dias antes, a vaguear à procura de alojamento, sem dinheiro e "visivelmente desempregado".

Apesar de ter vivido cinco anos com o cantor, os herdeiros de George Michael não lhe reconhecem qualquer direito sobre a fortuna que foi estimada em cerca de 168 milhões de euros.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção