Nacional
Famosos usam redes sociais para reagir aos ataques em Paris
Cristiano Ronaldo manifesta-se sobre os atentados em Paris Foto: Facebook
Redação Lux  com AA em 14 de Novembro de 2015 às 11:41
As redes sociais inundaram-se de mensagens de solidariedade para com as vítimas dos atentados terroristas que assolaram a capital francesa esta sexta-feira, 13 de novembro. As figuras públicas não ficaram indiferentes. Veja algumas das mensagens partilhadas.
 

I can't be indifferent to the horror of the Paris attacks. My thoughts go to the victims and their families. #prayers4paris

Publicado por Cristiano Ronaldo em  Sábado, 14 de Novembro de 2015
 

Uma foto publicada por @harrystyles a

 

Rita Ferro Rodrigues: "Estarrecida com o que se está a passar em Paris. Revoltada e muito triste "
 

Estarrecida com o que se está a passar em Paris. Revoltada e muito triste . #paris

Publicado por Rita Ferro Rodrigues em  Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

António Zambujo: “Manifesto a minha solidariedade e condeno os actos cruéis e abomináveis que ocorreram hoje na cidade de Paris. A França sempre se pautou por ser o país da liberdade, da igualdade e da fraternidade. Que assim perdure.”
 

Je manifeste ma solidarité et je condamne les actes cruels et abominables qui se sont déroulés aujourd'hui dans la ville...

Publicado por António Zambujo em  Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Nuno Markl: “O que está a acontecer em Paris é trágico de várias maneiras: pelas mortes, pelo terror que está a acontecer neste momento e por aquilo que, nos próximos tempos, fará com que uma quantidade tremenda de inocentes pague pelos actos de um grupo de psicopatas.”
 

O que está a acontecer em Paris é trágico de várias maneiras: pelas mortes, pelo terror que está a acontecer neste...

Publicado por Nuno Markl em  Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Raquel Strada: “Sem palavras”
 

Sem texto. Sem palavras.

Publicado por Raquel Strada em  Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Ana Moura: “Podem fazer explodir todas as bombas e fazer disparar todas as armas. Jamais conseguirão deter Paris, a Cidade da Liberdade.”
 

Podem fazer explodir todas as bombas e fazer disparar todas as armas. Jamais conseguirão deter Paris, a Cidade da...

Publicado por Ana Moura em  Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Ana Rita Clara: “E descobrir uma noite de terror destas, faz-me pensar no lugar do Amor no Mundo. Paris. Destino de luz e história. Dói-me o coração. Não foi para isto que quisemos evoluir.”
 

E descobrir uma noite de terror destas, faz-me pensar no lugar do Amor no Mundo.❤️ Paris. Destino de luz e história. Doí...

Publicado por Ana Rita Clara em  Sábado, 14 de Novembro de 2015

Katia Guerreiro: “Estamos de luto. Estamos bem e seguros, mas de luto profundo. Por todos os que ontem, fazendo o que a vida convida, como ir a um estádio ou a um concerto ou a um bar, perderam a vida por nada; pelo terror instalado e, ontem mais do que nunca, expresso, vincado mesmo no rosto dos franceses que tínhamos diante dos olhos depois do nosso concerto. Terror!! Terror!! Foi com esse terror que acordei na alma. O mundo muda todos os dias, mas ontem volta a mudar para pior. Já não é seguro ir cantar, já não é seguro ir ouvir cantar, já não é seguro ir dar um espectáculo de futebol, e muito menos assistir a um jogo, porque de repente há um qualquer TARADO que se faz explodir, ou está armado até aos dentes com kalashnikov. TARADOS! TARADOS! Estou de luto. Lamento tanto esta doença grave no mundo. Colectivamente tem de haver muito a fazer para combater este mal imenso que nos faz doer a alma. Resta-nos, a título individual, diariamente, sermos melhores uns com os outros. Aproveitarmos o amor que nos oferecem os que amamos, dos pais capazes de dar a sua vida pela nossa (como o meu me disse esta manhã), dos filhos que nos abraçam na inocência de tudo o que se passa no mundo, dos irmãos que nos protegem, dos maridos e mulheres que nos abraçam quando vamos dormir. Resta-nos olhar as rosas viçosas, o mar que nos serena, ver todos os dias o sol nascer. E tentar que tudo isto aconteça sem termos de olhar sobre o ombro. Porque isso não é liberdade nem vida. Ninguém tem o direito de aterrorizar assim. Não há a menor razão, não há... Nem uma!! Que sobreviva o espírito do Príncipezinho!”
 

Estamos de luto. Estamos bem e seguros, mas de luto profundo. Por todos os que ontem, fazendo o que a vida convida,...

Publicado por Katia Guerreiro em  Sábado, 14 de Novembro de 2015
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção