Nacional
Estádio do Dragão presta homenagem a Deco em jogo de grande recordações
Deco
Redação Lux  com AA em 26 de Julho de 2014 às 09:20
O Estádio do Dragão prestou a homenagem de final de carreira ao futebolista Deco, ex-internacional português que reuniu na sexta-feira os companheiros com quem partilhou as conquistas da Liga do Campeões com FC Porto (2004) e Barcelona (2006).

A partida, que permitiu uma autêntica viagem no tempo, acabou, no final, por registar um empate a quatro golos, com Deco, a grande figura da noite, a marcar golos com a camisola das duas equipas, noticia a Lusa.

Para os adeptos dos dragões a festa proporcionou uma oportunidade inigualável para recordarem algumas das mais emblemáticas figuras do FC Porto, desde Vítor Baía, a Jorge Costa, passando por Maniche, Derlei, Benny MacCharthy, Sérgio Conceição ou Ricardo Carvalho, entre muitos outros.

E para todos os outros que gostam de futebol, e nomeadamente da equipa do Barcelona que deslumbrou em 2006, foi também um privilégio voltar ver Messi, Eto`o, Davids, Giuly ou Gudjohnsen a jogarem, de novo, juntos.

Embora para muitos dos 40 jogadores que passaram pelo relvado do Dragão a forma física deixasse muito a desejar, foi notório que o talento não desapareceu com a idade.

Isso mesmo provou a equipa portista, que logo nos primeiros minutos arrancou as primeiras ovações da noite com os golos de Derlei e Benny McCarthy.

Na segunda parte do encontro, e já quando Deco tinha trocado a camisola azul e branca do FC Porto pela azul grená do Barcelona, com a qual apontou um golo, pedindo desculpas aos adeptos, Messi e Eto`o, que tinham ficado no banco do primeiro tempo, acabaram por fazer a diferença para a turma catalã, construindo e finalizando três golos.

O ex-ponta da lança do FC Porto Jankauskas ainda conseguiu reduzir, com um remate pleno de oportunidade, mas o momento da noite estava reservado a Deco, que nos últimos minutos voltou a trocar de camisola e despediu-se em cheio com o golo do empate.

No final, o eterno mágico deixou uma mensagem de agradecimento a todos os que vieram prestar-lhe a homenagem, e teve, mais uma vez, um Dragão ao aplaudir-lhe de pé numa derradeira volta de glória pelo relvado, acompanhado pela mulher e pelos filhos.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção