Nacional
Redação Lux em 5 de Junho de 2020 às 17:32
Sara Sampaio critica atitude de atriz portuguesa que não quis falar de racismo
1/2 - Sandra Silva Foto: DR
2/2 - Nomeada na categoria - Moda - Sara Sampaio -LUX PERSONALIDADES FEMININAS 2019 Foto: DR

Numa altura em que todos estão a erguer a voz contra o racismo fazendo eco da tragédia que ditou a morte de George Floyd, Sara Sampaio, que tem usado a sua voz contra o racismo, manifestou-se nas redes sociais criticando a posição da atriz Sandra Silva que gravou um vídeo a dizer que não se iria manifestar e aderir ao movimento coletivo.

"Só porque as pessoas estão a partilhar uma coisa, não quer dizer que o resto das pessoas que não estão a partilhar tenham que o fazer. Isso irrita-me imenso no Instagram, Facebook, etc... Um conteúdo fica tendência, toda a gente tem de falar daquilo porque é fixe", disse Sandra Silva num video publicado no dia 2 de junho.

"Não lhe estão a pagar, não interessa! Ela não quer é estar a estragar o 'mood' do Instagram! Privilégio branco! Estava melhor calada", reagiu Sara Sampaio.

Polémica lançada, Sara Sampaio evidenciou: "Não estou a espalhar ódio. Nem a 'cancelar' ou 'destruir' a carreira de ninguém! Espero que ela aprenda sobre esta situação, todos fazemos erros (quantos eu já fiz), antes de falarmos de alguma coisa é importante nos educarmos! Espero que para a próxima ela o faça".

 

 

A atriz Sandra Silva emitiu um comunicado em defesa da sua "honra e dignidade"  evidenciando que não foi feliz nalgumas expressões que utilizou no seu vídeo e garantindo que condena "veementemente o racismo e qualquer tipo de violência".

Leia aqui o comunicado da atriz:

"Na sequência da partilha em vídeo na minha conta do Instagram no dia 2 de junho de 2020, fui alvo de ofensas pessoais, verdadeiramente infames, injustificadas e, muitas delas, ofensivas do meu bom nome. Tais ofensas foram cometidas por um vasto número de pessoas nas redes sociais. Para além disso, é do conhecimento geral que algumas figuras públicas criticaram o meu vídeo, porém tais críticas não têm qualquer justificação. Obviamente que vivemos numa sociedade democrática, onde impera a liberdade de expressão e todos temos o direito de criticar, no entanto a critica nunca se pode confundir com ofensas pessoais. Eu decido em consciência o que devo ou não publicar nas minhas redes sociais. Tenho essa liberdade. Nos dias que antecederam o movimento (BlackoutTuesday) fui questionada por alguns seguidores porque razão não tinha ainda comentado o assassinato que foi cometido sobre George Floyd e todos os acontecimentos subsequentes. E eu, na sequência disso, publiquei o vídeo em questão, onde admito não ter sido feliz em algumas expressões.  Reconheço isso e faço essa autocritica.Condeno veementemente o racismo e qualquer tipo de violência. Concluir-se que sou racista, como muita gente me acusa, apenas pelo que disse no vídeo é um exercício mental que não tem qualquer lógica e que qualquer pessoa de bom senso não compreende, felizmente tenho valores que me foram transmitidos pelos meus pais, que moldaram o meu carácter e que fizeram de mim a pessoa que sou hoje.  O que aconteceu ao George Floyd choca qualquer pessoa que tenha um pingo de humanidade, aliás choca-me qualquer tipo de racismo ou qualquer tipo de discriminação seja ela de que natureza for.  Não admito, em caso algum, que coloquem em causa os meus valores só por não ter manifestado a minha posição.Foi instruído contra mim um verdadeiro auto de fé onde fui julgada e condenada a arder viva na fogueira, sob o aplauso de muita gente.Ora, a semente que está por detrás do racismo é a mesma semente que está no interior de cada uma das pessoas que me injuriaram sem hesitação.Quem combate o racismo com ódio no interior perde a luta contra este flagelo.Felizmente, sou uma pessoa que não tem o ódio dentro de mim e seria incapaz de responder na mesma moeda àqueles que me ofenderam.Tenho a minha consciência tranquila de que nenhum mal fiz, e isso basta-me.Sandra Silva

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção