Nacional
Natália Ribeiro em 2 de Novembro de 2012 às 12:04
Fátima Lopes: «Tenho um profundo respeito pelo dinheiro porque é fruto do meu trabalho, não caiu do céu aos trambolhões»
Viveu em Moçambique entre os 8 e os 11 anos, onde percebeu à força o significado da palavra carência. Aprendeu a adaptar-se ao pouco que havia e a ser uma sobrevivente. O regresso a Portugal e as dificuldades económicas dos pais obrigaram Fátima Lopes a viver desde muito cedo com pouco dinheiro. Sem qualquer mágoa, garante que foi uma aprendizagem fundamental.

Hoje, e apesar de ter uma vida desafogada, a apresentadora do programa «A Tarde é Sua», da TVI, recusa desperdiçar dinheiro.

Consciente das profundas dificuldades que o País atravessa, Fátima Lopes faz questão de emprestar a sua imagem a causas sociais em que acredita.

Há quatro anos, a apresentadora de sucesso, mãe de duas crianças, Beatriz e Filipe, tornou-se embaixadora do projeto «A Vida de um Vinho». Acompanhou a par e passo a produção do vinho, da Casa Ermelinda Freitas, que estará em breve à venda no El Corte Inglés e cujas receitas reverterão integralmente para a Caritas de Setúbal e serão aplicadas em projetos de apoio a idosos e crianças carenciadas da região.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção