Internacional
Angelina Jolie acusada de ter adotado Maddox ilegalmente
Angelina Jolie com Brad Pitt e o filho, Maddox - Prémios Governors da Academia de Artes e Cinema Foto: Reuters
Redação Lux em 20 de Março de 2017 às 15:16

15 anos depois de Angelina Jolie ter adotado o seu primeiro filho Maddox, a atriz é envolta em polémica com a vinda a público de documentos que poderão provar que agiu de forma ilegal para concretizar a adoção do menino cambodjano de sete meses.

Mounh Sarath, diretor de um centro de caridade cambojano, de 51 anos, alega que assinou documentos oficiais referindo que era pai de Maddox, de 15 anos, para contornar as medidas restritivas impostas pelo governo do país referentes à adoção. Sarath garante que foi através desse "engodo" que se mudou o nome à criança, de Rath Vibol para Maddox Chivan, para fazer avançar o processo e cjama que ainda tem esses documentos em seu poder. 

Apesar desta confissão, não há provas de Angelina Jolie estivesse ao corrente das ações de Sarath.

Recorde-se que Angelina apaixonou-se pelo Camboja que conheceu quando filmava Lara Croft: Tomb Raider (2001) e numa missão de campo do ACNUR. Voltou ao país com o marido, Billy Bob Thornton, quando conheceu Maddox e se propôs a adotá-lo. O processo de adoção foi complicado porque, na altura, o governo dos EUA proibiu as adoções no Camboja por causa das alegações de tráfico de crianças.

Mas Angelina acabou por conseguir concretizar a adoção e a  10 de março de 2002 Jolie adotou Maddox Chivan, de sete meses de idade, de um orfanato em Battambang, no Camboja. Apesar de casada com Thornton, a atriz adotou Maddox sozinha e criou-o como progenitora única após a sua separação três meses mais tarde, até Brad Pitt mais tarde ter assumido a paternidade conjunta. 

Recorde-se que um conflito de Brad Pitt com Maddox foi apontado como o motor da separação de Angelina e Brad Pitt.

O ator, de 52 anos, chegou a ser indiciado por  supostamente intimidar o filho de 15 anos, Maddox, a bordo do avião privado enquanto estaria embriagado, mas foi inocentado destas acusações após extensivas entrevistas feitas ao adolescente pelo Departamento de Crianças e Serviços da Família de Los Angeles.

Recorde-se que a atriz, de 41 anos, casada com Brad Pitt há dois anos, pôs os papéis para o divórcio poucos dias depois deste incidente, em setembro de 2016, no jacto privado da família exigindo custódia física dos filhos: Maddox, Pax, de 12 anos, Zahara, de 11, Shiloh, de 10, e os gémeos de 8 anos, Knox e Vivienne.

Brad Pitt continua determinado em obter a custódia conjunta. Até à chegada de um acordo, contudo, as crianças permanecerão com Angelina e Brad Pitt tem apenas direito a visitas regulares.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção