Internacional
Redação Lux em 9 de Abril de 2015 às 11:20
Marcos Frota: "Se não tivesse ficado viúvo, estaria casado com a mesma mulher"
O passar dos anos parece não fazer mossa a Marcos Frota, que, apesar de ser quase sexagenário, mantém o olhar vivo e o espírito jovem que lhe conhe­cemos desde que interpretou o eterno Tonho da Lua, em “Mulheres de Areia”.

Há três meses em Lisboa para filmar “O Grande Circo Místico”, uma coprodução luso-franco-brasileira, o ator protagonizou um espetáculo único no Teatro Armando Cortez, cujos lucros reverteram na totalidade a favor da Casa do Artista. Foi no final da sua atuação que Marcos Frota revelou à Lux estar novamente apaixonado, uma relação que prefere manter, no entanto, o  mais discreta possível: “Estou namorando uma moça da Amazónia, da cidade de Santarém. Começámos a namorar quando o meu circo passou por lá, há cerca de um ano.  Somos felizes assim”, contou o ator, referindo-se a Thaís, uma estudante universitária de 29 anos.

Marcos Frota tem sido sempre um homem de grandes paixões. Esteve casado durante 17 anos com Cibele Ferreira Frota, que morreu tragicamente num acidente de viação em 1993. “Se não tivesse ficado viúvo, estaria casado com a mesma mulher até hoje”, confessou o ator, que, poucos anos depois, se deixou encantar por Carolina Dieckmann, com quem teve um filho, Davi, que acaba de fazer 15 anos e que, contou o pai, é fã incondicional do futebolista Messi: “A Carolina apareceu na minha vida e arrebatou-me completamente! Desafiou-me, desobedeceu-me, derrubou-me, foi maravilhoso!”, recorda o ator, com emoção.

Sobre a diferença de idades em relação à atual namorada, relativiza: “O amor, enriquecido pela sexualidade, é uma forma de amizade muito bonita! Desde o final do casamento com a Carolina, tenho namorado mulheres mais novas, mais velhas, da mesma idade".
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção