Nacional
Redação Lux em 14 de Março de 2019 às 08:00
Vencedores Personalidades Masculinas Lux: Os homens que marcaram 2018

A Lux voltou a premiar o talento, o profissionalismo e a dedicação dos homens portugueses. Pelo oitavo ano consecutivo, os leitores da Lux e do site Lux.pt escolheram os vencedores entre 42 candidatos, nomeados por um júri independente e prestigiado, em 14 categorias: música, cinema, teatro, televisão (ficção, entretenimento e informação), literatura, artes plásticas, moda, desporto, política, negócios, rádio e digital.

Encerradas as votações, ficámos a conhecer os homens que marcaram 2018. Os leitores da Lux e os seguidores do site Lux.pt votaram e elegeram as personalidades masculinas cujo talento e trabalho mais se distinguiram em 14 áreas profissionais, ao longo do ano passado.

Os vencedores, eleitos entre os 42 nomeados, são agora revelados, cumprindo aquela que já é uma tradição da Lux.

António Zambujo regressou em força em 2018, com um novo álbum de originais, “Do Avesso”, um disco diferente, arrojado que atingiu o 1.º lugar do top nacional e valeu a Zambujo a vitória na categoria Música, na qual competia com Luís Represas e Sérgio Godinho.

Em Cinema, os aplausos vão para Diogo Amaral. O ator, de 37 anos, deu vida a Pedro, protagonista de “Pedro e Inês”, de António Ferreira. O filme, inspirado na obra “A Trança de Inês”, de Rosa Lobato de Faria, marca um momento muito especial na sua carreira cinematográfica.

Na categoria Teatro, Diogo Infante, um dos atores mais acarinhados pelos portugueses, sagrou-se novamente vencedor. Diretor artístico do Teatro da Trindade, Diogo Infante encenou e protagonizou o texto “O Deus da Carnificina”, de Yasmina Reza, recolhendo mais este reconhecimento pelo seu papel na comédia negra.

Já na Televisão (Ficção), Luís Esparteiro, que se estreou em 1982 na novela “Vila Faia” e, desde aí, é presença regular nas produções de ficção nacional, conquistou os votos do público com o seu papel na série “A Teia”, da TVI. Para trás, ficaram Joaquim Horta e Albano Jerónimo.

Em matéria de Entretenimento, Manuel Luís Goucha tem um lugar cativo no coração dos portugueses. O apresentador, que segura o leme do programa da TVI, “Você na TV”, agora em parceria com Maria Cerqueira Gomes, apresentou, ainda em 2018, “A Tua Cara Não Me é Estranha” e “Secret Story – Casa dos Segredos” (7.ª edição), ganhando vantagem sobre Vasco Palmeirim e João Paulo Rodrigues que concorriam na mesma categoria.

O prémio personalidade masculina em Televisão (Informação) coube a mais um veterano da TVI, José Alberto Carvalho, que enfrentava dois ‘adversários’ de peso: João Moleira e Bento Rodrigues. Aos 51 anos, José Alberto Carvalho é um dos mais incontornáveis rostos das notícias e o principal rosto da informação da TVI, onde está desde 2011, nomeadamente como pivô do “Jornal das 8”.

Com o livro “Ensina-me a Voar Sobre os Telhados”, uma história passada entre o Japão e Portugal, em que um pai e um filho aprendem a amar-se, a aceitar dores antigas e a abraçar a fragilidade humana, João Tordo assegurou o primeiro lugar na categoria Literatura, na qual concorria com Afonso Cruz e José Eduardo Agualusa.  

O reconhecimenro da criatividade e mestria de Alexandre Farto, que assina como Vhils, é coroado com este triunfo no grupo das Artes Plásticas, para o qual estava nomeado juntamente com os artistas Rui Chafes e Bordalo II.

Na área de Moda, Miguel Vieira junta mais esta vitória à celebração que vem dos seus 30 anos de carreira. O designer, que tem participado regularmente em feiras italianas, espanholas e francesas, brilha também 
internacionalmente e conseguiu reunir mais votos do que Luís Onofre e Júlio Torcato.

Chegados ao Desporto, Miguel Oliveira, que teve uma excelente época, sagrando-se vice-campeão mundial de Moto2 no Grande Prémio da Malásia é quem leva a taça. O piloto, de 23 anos, concorria com o atleta minhoto Fernando Pimenta e o tenista João Sousa.  

Marcelo Rebelo de Sousa é o vencedor da categoria Política. O Presidente da República Portuguesa continua a semear afetos. Em 2018, subiu ao palco principal na Altice Arena e foi a estrela do último dia da Web Summit, mantendo-se na dianteira desta votação, onde venceu António Guterres e Mário Centeno.

Ao lado do empresário da Farfetch, Paulo Neves e um dos maiores especialistas mundiais em alterações climáticas e biodiversidade, Miguel Bastos Araújo, sobressaiu o empreendedor Miguel Pina Martins na categoria Negócios. O empresário criou a Science4you, uma empresa 100% portuguesa, que fatura mais de 25 milhões com vendas em mais de 50 países e 20 mil pontos de venda.

O humorista Ricardo Araújo Pereira é também uma estrela da rádio, onde um público fiel, que segue o seu sarcasmo e ironia a passar, de modo hilariante, a atualidade em revista lhe deu a vitória na categoria Rádio.

Para terminar, o triunfo na área Digital consagrou o fenómeno de popularidade do enigmático Casal Mistério, deixando para trás o Jovem Conservador de Direita, de Bruno Henriques e Sérgio Duarte, e o blog Por Falar Noutra Coisa, de Guilherme Duarte.

Este ano, o júri decidiu, por unanimidade, não ter vários nomeados na categoria de solidariedade e escolheu uma associação. A Refood, fundada por Hunter Halder, é um movimento comunitário 100% voluntário, conduzido por cidadãos e integrado numa Instituição Particular de Solidariedade Social, que consiste na recuperação de refeições diárias de restaurantes, pastelarias e supermercados, em perfeitas condições e que antes iriam para o lixo, para alimentar pessoas necessitadas. Neste momento, são distribuídas 46 mil refeições em 22 núcleos já em operação e 36 em fase de desenvolvimento.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção