Nacional
Redação Lux em 15 de Março de 2018 às 17:00
Fotos: Luís Figo e a sua Fundação apoiam reflorestação do Pinhal de Leiria

Luís Figo e a sua Fundação estiveram com dezenas de crianças do Agrupamento de Escolas da Marinha Grande Nascente numa ação de sensibilização para a reflorestação do Pinhal de Leiria.

As crianças, acompanhadas pelo antigo futebolista, juntaram-se no salão dos Bombeiros Voluntários de Vieira de Leiria para assistirem às explicações dadas pelo ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e Florestas) que os ajudaria a plantar as 1.000 árvores apadrinhadas pela Fundação, em associação com a iniciativa da Quercus, “Uma Árvore pela Floresta”.

Estas árvores irão ocupar uma área equivalente a um campo de futebol, e contribuirão para ajudar na reflorestação das zonas ardidas na sequência dos trágicos incêndios do ano passado.

Devido ao mau tempo que assolou a região da Mata Nacional nesta manhã, e apesar da grande vontade e entusiasmo quer de Luís Figo, quer das crianças que a ele se juntaram, não foi possível realizar a referida plantação.

No entanto, cerca de 100 jovens do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida, de Espinho, estiveram da parte da tarde a acompanhar a Quercus, concretizando a plantação dos pinheiros bravos oferecidos pela Fundação Luís Figo.

A Quercus pretende apoiar a criação de bosques autóctones, que oferecem uma maior resistência à propagação dos incêndios e são melhores para amenizar o clima, promover a biodiversidade, proteger a nossa paisagem, a água e os solos.

“É nosso dever, enquanto cidadãos, fazer tudo o que está ao nosso alcance para ajudar na recuperação dos incêndios do ano passado. Se com isso conseguirmos ainda sensibilizar as crianças e mostrar-lhe que são capazes de fazer a diferença, todos ficamos a ganhar.”, disse Luís Figo.

Com esta iniciativa, a Fundação Luís Figo pretende ajudar na recuperação do Pinhal de Leiria, uma das zonas mais afetadas pelos incêndios, e mostrar às crianças a importância que os espaços verdes e o ordenamento da floresta têm na sociedade.

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção