Nacional
Redação Lux em 14 de Março de 2014 às 16:17
Vídeo: Personalidades Masculinas Lux homeageadas durante almoço
Redação Lux em 14 de Março de 2014 às 16:17
Pelo terceiro ano consecutivo, os leitores da Lux e do site Lux.pt premiaram o talento, o profissionalismo e acriatividade do homem português, atribuindo o Prémio Personalidade Masculina 2013.

Durante duas semanas, 39 homens de 13 áreas distintas estiveram a votação, e os leitores da Lux e utilizadores do site Lux.pt fizeram as suas escolhas.

A começar pela Música, o alentejano António Zambujo,

de 38 anos, levou a melhor sobre Carlos do Carmo e Rodrigo Leão. Depois de «Quinto», lançou «Lisboa 22H38, disco que assinalou a estreia do fadista no mítico Coliseu dos Recreios.

No Cinema, com apenas 33 anos, Ruben Alves, o jovem realizador francês luso-descendente responsável pelo êxito de «A Gaiola Dourada» (o filme mais visto do ano, em Portugal), ultrapassou os veteranos e respeitados Joaquim de Almeida e Nicolau Breyner.

No Teatro, o talento de Nuno Lopes, em «Rosencrantz & Guilden­stern Estão Mortos», de Tom Stoppard, emocionou o público, que preferiu o seu desempenho ao de João Lagarto e de Marco Delgado.

Em Televisão/Ficção, o desempenho de Diogo Morgado, de 34 anos, na série norte-americana «Revenge» e no papel

de Jesus, na minissérie «A Bíblia», foram trunfos fortes para «bater« Filipe Duarte, o protagonista de «Belmonte», e Pêpê Rapazote, que brilha em «Bem-Vindos a Beirais».

Quando a categoria é Televisão/Entretenimento, parece não haver grandes dúvidas para os leitores da Lux: pelo terceiro ano consecutivo, o vencedor foi Manuel Luís Goucha, apresentador de «Você na TV» e «A Tua Cara Não Me É

Estranha».

O prémio na categoria de Televisão/Informação também continua na TVI, nas mãos de José Alberto Carvalho: o pivot, de 46 anos, voltou a vencer, deixando para trás José Gomes Ferreira e Pedro Coelho, ambos da SIC.

Na Literatura, José Rodrigues dos Santos, que em 2013 lançou «O Homem de Constantinopla» e «Um Milionário em Lisboa», superou Nuno Júdice e Tiago R. Santos.

A exposição de pintura «Panem et Circenses - Liberdade Como Possibilidade do Isolamento», uma obra inspirada em pessoas e grupos marginalizados pela sociedade, deu a Alexandre Rola, natural do Porto, o prémio nas Artes Plásticas.

Na área da Moda, os leitores da Lux e do site Lux.pt decidiram premiar o talento e o trabalho de Luís Onofre, que integra a terceira geração da família ligada à produção de calçado e que já «calçou» estrelas de Hollywood como Penélope Cruz ou Naomi Watts, ou a princesa Letizia de Espanha.

Quando o assunto é Desporto, e quando um dos nomeados se chama Cristiano Ronaldo, parece difícil haver outro vencedor. Com 29 anos, o futebolista do Real Madrid, que

recebeu a sua segunda Bola de Ouro, levou a melhor sobre o jovem e talentoso ginasta Gonçalo Roque e o ciclista Rui Costa, vencedor na última edição dos Prémios Personalidades Masculinas da Lux.

Na categoria de Política, foi premiada a audácia de Rui Moreira, atual presidente da Câmara Municipal do Porto,

deixando para trás os autarcas António Costa e José Maria

Costa.

Nos Negócios, o prémio foi para Miguel Pina Martins, de 29 anos, frontman da Science4you, uma empresa de brinquedos científicos cujo projeto começou a ser pensado na faculdade, como um trabalho académico.

Por fim, na categoria de Solidariedade, o grande vencedor foi o Bombeiro Português, representado nesta votação na pessoa de Rui Alberto Moreira da Silva, presidente da Associação Portuguesa de Bombeiros Voluntários, pelo seu admirável - e tantas vezes inglório - trabalho na luta contra os incêndios, num ano particularmente duro, em que se registou a morte de nove soldados da paz no combate às chamas.
Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção