Nacional
Saltimbancos tomam de 'assalto' o TNSJ com a peça al mada nada
al mada nada © João Tuna
Redação Lux em 5 de Junho de 2020 às 12:56

Almada Negreiros volta a estar em destaque na programação digital do Teatro Nacional São João (TNSJ). Depois de ter encerrado o mês de maio com a sua “presença” no texto Exatamente Antunes – espetáculo criado a partir do seu romance Nome de Guerra (1925) por Jacinto Lucas Pires – o autor dá o mote para al mada nada, peça que “abre” o mês de junho.

Com encenação de Ricardo Pais e a partir do texto Saltimbancos, o espetáculo vai ser transmitido amanhã, às 22h00, ficando disponível até ao final do dia de domingo nas plataformas digitais do São João: site, Vimeo, Facebook e Instagram. Completando a sua oferta online, a Casa mantém as visitas guiadas virtuais, através da perspetiva de quem a estudou, reabilitou, dirigiu e viveu.

Servindo-se do dispositivo cénico de Turismo Infinito – espetáculo no qual Ricardo Pais faz uma viagem pelas várias escritas de Fernando Pessoa –, al mada nada propõe uma jornada desde a instrução militar aos arraiais de Verão, passando pela cobrição dos cavalos e pelos dramas de namorados. A peça, que expõe o melodrama da pobreza nacional através da “moderníssima linguagem do Almada futurista”, apresenta uma aceleração vertiginosa própria, para a qual contribuem os b-boys Momentum Crew. A par deste grupo, o espetáculo conta ainda com a percussão de Rui Silva e a interpretação de Pedro Almendra. Tendo estreado em 2014, no São João, al mada nada recolhe em si a dança, literatura e música que “ritualizam lutas sem inimigo”.

 

 

 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção