Nacional
Saúde: Estudo associa Alzheimer a produção desregulada de moléculas mensageiras
Anúncio «Alzheimer»
Redação Lux  com Lusa em 20 de Dezembro de 2016 às 15:11

Um estudo do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) revela que a doença de Alzheimer e o envelhecimento cerebral estão associados à produção desregulada de moléculas mensageiras, anunciou hoje a Universidade de Coimbra.

Uma investigação do CNC da Universidade de Coimbra (UC), coordenado por Ana Ledo, evidencia que a doença de Alzheimer “apresenta uma produção desregulada de moléculas mensageiras, o que pode, em último caso, comprometer a produção de energia no cérebro”, afirma a UC numa nota enviada hoje à agência Lusa.

Publicada na revista científica Neurobiology of Aging, a investigação sugere que na Alzheimer “a comunicação entre neurónios, através das sinapses, apresenta falhas caracterizadas pela redução da produção de um mensageiro químico especial que, ao contrário dos mensageiros clássicos, se move entre as células de modo muito rápido”.

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
pub
Outros títulos desta secção