Nacional
Salgado impedido de se ausentar para o estrangeiro
Ricardo Salgado (Lusa/Mário Cruz)
Redação Lux em 18 de Janeiro de 2017 às 20:00

 O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou hoje impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da 'Operação Marquês', determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC).

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República (PGR) refere que Ricardo Salgado, que hoje foi ouvido no TCIC, foi constituído arguido indiciado por factos susceptíveis de integrarem os crimes de corrupção, abuso de confiança, tráfico de influência, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada.

O juiz decidiu aplicar ao arguido as medida de coação de proibição de ausência para o estrangeiro sem prévia autorização e de proibição de contactos com os restantes arguidos da 'Operação Marquês', bem como com algumas pessoas e entidades com ligações ao Grupo Espírito Santo, acrescenta o comunicado

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Comentários

pub
Mercado
pub
Outros títulos desta secção